Como morar sozinho: guia com dicas para se planejar e morar bem

Como morar sozinho guia com dicas para se planejar e morar bem

A ideia de morar sozinho ou sozinha é um dos marcos mais importantes na vida de uma pessoa. Isto porque pode significar um grande desenvolvimento pessoal, além de ser um momento no qual a zona de conforto é ultrapassada.

Assim, esse é um momento desafiador. E, para que seja uma experiência agradável, é importante se programar para evitar surpresas, como problemas financeiros ou dificuldades para se manter sozinho.

Conheça, a seguir, um guia completo de como morar sozinho, abrangendo desde o planejamento, até os desafios, as vantagens, os custos, o que comprar para morar sozinho, entre outras informações valiosas.

É bom morar sozinho?

Homem movendo caixas da mudança.
Morar sozinho representa autonomia e liberdade, além de uma mudança significativa em sua vida. Fonte: Unsplash

Independentemente da motivação, seja sair da casa dos pais e conquistar mais autonomia, seja a necessidade de morar numa localização mais favorável para estudar ou trabalhar, ou até mesmo o fim de um casamento, morar sozinho significa arcar com as próprias despesas e se tornar sua principal companhia. 

E não se engane! Apesar dos desafios, este não precisa ser um processo doloroso, complicado e solitário. Cuidar do seu próprio lar, assumir suas responsabilidades e desenvolver um relacionamento saudável consigo mesmo é uma oportunidade muito única!

Portanto, antes de se mudar e morar sozinho, é essencial entender como se organizar melhor, planejar-se financeiramente e bancar suas próprias contas com disciplina.

Afinal, além dos gastos comuns, como supermercado, taxa de condomínio, contas de água, luz e gás, IPTU etc, é preciso se preparar para possíveis imprevistos, pois você precisará arcar com todas as responsabilidades.

Qual a melhor idade para ir morar sozinho?

Se você já parou para pensar ou está pensando em se mudar e morar sozinho, provavelmente já se perguntou qual é a idade para fazê-lo. Mas a resposta é bem simples: na verdade, não existe uma idade exata para morar sozinho.

Caixas de mudança para mudar para a casa nova.
A mudança não é só física, mas também interna. Fonte: Unsplash

O que existem são necessidades e prioridades, assim como outros feitos na vida, como: namoro, escolha da profissão, ter ou não ter filhos, viajar para fora do País, morar em outro estado ou casar. Estas são escolhas pessoais e dizem respeito à vida de cada um.

Afinal, a vida não é uma checklist, não é mesmo? A vida é feita para ser vivida plenamente com saúde, felicidade, aprendizados e amadurecimento. Cada um com a sua jornada.

Entretanto, é importante entender que morar sozinho representa assumir responsabilidades e, por esse motivo, se você está saindo de casa ou vai morar sozinho pela primeira vez após ter dividido a moradia com alguém, saiba que o essencial é se planejar.

Para te ajudar com esta dúvida e pensando em necessidades e prioridades, pense no que você já está apto a fazer sozinho:

  • Você se sente confortável com a sua própria companhia?
  • Consegue lidar financeiramente com as despesas de uma casa?
  • Você sabe cozinhar?
  • Tem o costume de lavar e passar roupas, e, se não, pretende aprender?
  • Você consegue faxinar sua casa?
  • Tem condições financeiras de alugar ou comprar uma moradia atualmente?

Estas são algumas perguntas que podem te guiar minimamente nesta nova etapa da sua vida. Caso a resposta seja negativa para a maior parte delas, talvez este não seja o momento ideal para morar sozinho.

Mas não se preocupe, você ainda pode conquistar este sonho, basta se planejar!

O que é preciso para morar sozinho? Por onde começar?

Além das perguntas, antes de tomar qualquer atitude, é essencial refletir sobre algumas questões que dizem respeito às responsabilidades que morar sozinho geram.

Por exemplo, você pretende bancar uma moradia sozinho, certo? Neste caso, já pensou na quantia que isso irá custar?

Caderno e lápis para anotar os gastos e as responsabilidades que a mudança de morar sozinho trará.
É essencial entender todos os gastos e a responsabilidade que esta mudança irá proporcionar. Fonte: Unsplash

Se você deseja comprar um apartamento, é importante planejar-se financeiramente e compreender todos os processos que esta compra envolve.

Aproveite para conhecer o e-book “Busca e Aquisição de Imóvel: A Jornada”, no qual você encontra todas informações necessárias para entender o processo de compra de um apartamento, desde a procura pelo imóvel ideal, até o pagamento e a documentação.

Ao pensar na sua mudança, guarde dinheiro e conheça a margem de negociação dos imóveis que você busca, pois entender quais são as possíveis formas de pagamento e quanto você pode pagar é essencial.

Uma dica importante é juntar uma boa quantia para gerar poucas parcelas de pagamento, caso você recorra a um financiamento, por exemplo.

Faça uma pesquisa sobre a infraestrutura do imóvel e a localização onde você pretende morar, de acordo com as suas necessidades. Pense no que é mais importante para você no momento, por exemplo:

  • Localização perto do metrô;
  • Segurança na região;
  • Proximidade com parques, centros culturais e áreas de lazer em geral;
  • Localização perto de supermercados, padarias etc.

>> FAÇA O DOWNLOAD GRÁTIS DO INFOGRÁFICO “BUSCA E AQUISIÇÃO DE IMÓVEL: A JORNADA” <<

Planejamento

Pensar nas dificuldades é o primeiro passo. Pode parecer um pouco pessimista, mas, na verdade, esta é uma estratégia prática para refletir sobre o imprevisível.

Ao precisar de dinheiro para pagar alguma despesa ou resolver alguma emergência, é essencial se preparar para lidar com possíveis contratempos.

Por este motivo, é importante fazer uma anotação sobre todas as despesas e as suas prioridades antes de se mudar. Anote as suas necessidades com base na prioridade de cada item.

Planilha mostra alguns dos possíveis gastos fixos que alguém que pretende morar sozinho pode ter.
Coloque na planilha todos os gastos fixos que você terá. Fonte: Live

A partir deste planejamento, você se organiza financeiramente e, assim, pode estabelecer metas para alcançar as suas necessidades dentro do seu orçamento. 

Evite estipular metas fora da sua realidade. Não é problema algum ter ambição nos seus sonhos, mas é importante pensar no seu conforto também a curto prazo, então se planeje de acordo com a sua necessidade e a realidade.

Você pode incluir as contas de luz, água e gás, além dos gastos com móveis e compras do mercado, por exemplo.

Organização

Antes de morar sozinho, a chave para morar bem e viver ainda melhor é ter organização. E não, isto não significa que você precisará ser a pessoa mais organizada do mundo.

Pensar na organização não diz respeito somente à maneira como você irá se organizar na sua casa nova, mas também como você pode fazer uma mudança tranquila.

As caixas de organização te ajudam a setorizar os objetos que você levará para casa nova durante a mudança com o objetivo de morar sozinho.
As caixas te ajudam a deixar tudo organizado, favorecendo uma mudança mais tranquila. Fonte: Live

Comece categorizando todos os seus pertences, assim você poderá definir o que irá com você, o que pode ser doado ou não e quais são as suas necessidades, que podem se juntar à lista feita no planejamento.

Aproveite a oportunidade para repensar seus hábitos e procurar melhorias nos seus próprios processos em relação à limpeza dos cômodos, à conservação dos espaços e aos horários para suas atividades, assim você poderá viver com mais conforto.

Desafios de morar sozinho

E falando sobre repensar os hábitos, as mudanças que surgirão nesta nova etapa também implicam alguns desafios.

Mas, afinal, o que você enfrentará ao morar sozinho?

Que tal uma nova rotina?

Talvez seja necessário estabelecer uma nova rotina, uma vez que você passará a lidar com as contas, então talvez seja necessário reorganizar seus horários para conciliar, por exemplo, trabalho e estudos com seus hobbies, a limpeza e a organização dos espaços.

Mas não se preocupe, mudar sua rotina não precisa ser um processo doloroso. Estabeleça pequenas mudanças, gradualmente, com novos desafios a cada dia. 

Assim como o processo de mudança em si, esta é uma ótima oportunidade para fazer algo novo e descobrir muito mais sobre você.

Estabeleça horários específicos

Além disso, se você for cuidar da casa sozinho, é interessante estabelecer horários para cozinhar suas refeições e também faxinar a casa.

Organize-se e faça as suas atividades em horários que condizem com a sua rotina, pensando no trabalho, nos estudos e nas tarefas domésticas. 

Pense na manutenção

Além das responsabilidades em geral, é importante lembrar que, com o aumento de despesas, também existe a necessidade de manutenção.

A manutenção permite que seus móveis, revestimentos e pintura estejam em dia, em um bom estado de conservação.

Lista mostra alguns itens que devem ser incluídos no planejamento de manutenção da casa: pintura, fiação elétrica, pia, móveis que precisarão ser trocados etc.
Pensar na futura manutenção de móveis e itens da sua casa pode te ajudar a se prevenir em relação a possíveis situações de emergência. Fonte: Live

Além de pensar na limpeza da sua casa, é essencial garantir que sua moradia permaneça em um bom estado, como um imóvel novo. Afinal, além do seu conforto, caso você precise trocar de casa no futuro, não terá problemas durante a avaliação do seu imóvel

Vantagens de morar sozinho

Morar sozinho não significa apenas ter responsabilidades e disciplina, mas também existem vantagens.

Quadro comparativo mostra as vantagens de morar sozinho em relação a morar com outras pessoas.
Confira como morar sozinho pode afetar sua rotina e sua vivência. Fonte: Live

Mais autonomia

O processo de morar sozinho te dá mais liberdade para tomar decisões com mais autonomia. Afinal, como você não conviverá com outras pessoas, terá a oportunidade de fazer as coisas ao seu gosto.

A decoração da sala, a escolha das refeições ou simplesmente o horário que você irá limpar o banheiro: todas as escolhas são suas.

Em sua própria companhia

Aproveitar seus momentos só não é sinônimo de solidão, portanto morar sozinho não é um problema.

Como você estará na sua própria companhia, este pode ser um ótimo momento para se conhecer melhor. Você pode descobrir um novo hobby, começar um novo curso ou finalmente terminar aquele livro que comprou no mês passado.

Ter mais tempo para você significa poder apreciar os momentos em que está só com mais liberdade para fazer o que queria, mas não tinha oportunidade antes.

Horários mais flexíveis

Por não compartilhar o espaço com mais pessoas, ao morar sozinho, você encontra uma disponibilidade maior não só de espaços, mas também de horários. 

Se você já dividiu o quarto com outra pessoa, sabe que a diferença nos horários pode ser um problema na hora de dormir, por exemplo.

Porém, morando sozinho, você não precisa se preocupar com isto, pois você estabelece seus horários.

Decoração a seu gosto

Outra vantagem de morar sozinho é ter liberdade em relação à decoração da sua casa.

Na escolha dos móveis, nas cores das paredes ou na disposição dos objetos, você tem a liberdade de fazer as escolhas como quiser.

Ter mais autonomia para fazer as suas escolhas é sempre algo bem-vindo, não é mesmo? Então, para aproveitar a oportunidade, a dica é sempre optar pelo conforto e pela praticidade.

Existem muitos tipos de decoração, você certamente encontrará o seu com facilidade. Confira as nossas dicas: O guia para decorar sua casa.

Quanto custa morar sozinho?

Assim como não existe uma idade específica para morar sozinho, não há um orçamento único para determinar quando você deve ou não morar sozinho. Afinal, como citado anteriormente, é preciso pensar nas necessidades e nas prioridades pessoais.

Entretanto, para viver com saúde, é essencial garantir alguns itens básicos e, a partir deles, é possível estabelecer custos e, então, planejar metas.

Em primeiro lugar, como você já sabe, é muito importante conseguir pagar o imóvel onde você irá viver. Em seguida, existem outros custos que precisam ser considerados, como:

  1. Gastos com seguro;
  2. Água, luz e gás;
  3. Mantimentos;
  4. Pagamento de dívidas;
  5. Móveis e manutenção;
  6. Possíveis gastos com decoração;
  7. Reserva de emergência.

Por este motivo, o planejamento é indispensável. Quando você coloca no papel todos os seus eventuais gastos, passa a ter um planejamento muito mais concreto. E, assim, pode começar a se organizar por etapas.

O pagamento de dívidas, o entendimento das suas necessidades e suas prioridades, e, por fim, a possibilidade de criar uma reserva de emergência, por exemplo, são três fatores que certamente contribuirão com uma vida muito mais saudável.

Planejamento para morar sozinho.
É importante se preparar para morar sozinho, assim você garante mais conforto no futuro. Fonte: Live

É um processo um tanto quanto complexo, mas acredite, a partir do planejamento e da organização, você certamente viverá com mais tranquilidade e conforto. Dessa maneira, desfrutará de experiências muito proveitosas, no conforto da sua companhia.

Como manter uma vida financeira estável morando sozinho?

Apesar de parecer muito complicado, é possível equilibrar os custos morando sozinho, basta ter organização e ser realista em relação aos seus próprios gastos.

O primeiro passo é ter um planejamento. Parece até repetitivo, mas, de fato, se planejar é a parte mais importante para lidar com a vida financeira de maneira mais descomplicada.

Por este motivo, a dica é criar uma planilha com seus gastos fixos, assim, visualizando você tem um controle maior sobre o seu próprio dinheiro e pode, inclusive, economizar em outros gastos, como supermercado ou outras despesas.

Que tal fazer uma lista de supermercado antes de fazer as compras? Esta dica é essencial para que você compre o necessário e ainda tenha a possibilidade de economizar para comprar um mimo bacana ou fazer aquela viagem que já está nos seus sonhos há um bom tempo.

Para economizar energia em casa, por exemplo, vale a pena investir em tipos de lâmpadas mais eficientes, tirar da tomada os aparelhos que não estão sendo utilizados, como eletrodomésticos e eletrônicos.

E que tal reduzir o consumo de água? Confira: Como economizar água no dia a dia? Confira 20 dicas essenciais!

O que comprar para morar sozinho

Se você já se decidiu, já está com o imóvel em mente e agora a dúvida é: “O que preciso ter em casa para morar sozinho?” Não se preocupe.

Confira, a seguir, por onde começar e quais móveis priorizar antes de se mudar e morar sozinho.

Itens essenciais como mantimentos, móveis básicos e roupas de banho são importantes para quem vai morar sozinho.
As compras de itens essenciais tornam a sua experiência mais agradável. Fonte: Live

Móveis

O ideal é optar por começar por móveis básicos, porém indispensáveis, como: cama, geladeira, fogão e máquina de lavar, por exemplo. Também seria interessante complementar com sofá, rack, mesa de jantar, cadeiras e guarda-roupa.

Esses são os móveis mais simples que podem te garantir conforto logo no início da sua mudança. Aos poucos, você pode complementar com mais itens, como outros eletrodomésticos e eletrônicos.

Itens para a cozinha

Para garantir mais funcionalidade para a sua cozinha, por exemplo, o ideal é garantir itens que irão te ajudar no preparo das refeições.

É importante investir em itens como: jogo de panelas, talheres, copos, faqueiro, pratos, escorredor de louça, potes para armazenar alimentos, pano de prato, toalha de mesa e lixeira. 

Limpeza

Para fazer a limpeza do seu imóvel, é importante dispor de alguns elementos básicos como: vassoura, rodo, flanelas, pá, cesto para roupa, balde e escovas.

Além dos produtos de limpeza, que podem ser incluídos na sua lista de compras, devem ser considerados os produtos de higiene pessoal, como: escova de dente, creme dental, sabonete, shampoo, condicionador etc.

Cama, mesa e banho

Para garantir ainda mais conforto para a sua casa, não se esqueça dos itens relacionados ao enxoval.

É importante adquirir edredons, fronha, toalhas de corpo e rosto, lençóis, tapetes e cortinas, caso seja do seu interesse ou para melhorar o ambiente em relação à orientação solar do seu apartamento.

Estas são apenas algumas sugestões, pois a ideia é que você consiga viver com conforto, então foque nos itens que são essenciais para você.

Decoração e outros objetos

Para decorar seu lar, não se esqueça de optar por um estilo que tenha a ver com os seus gostos. 

Esta é uma ótima oportunidade para colocar em prática tudo o que você via no Pinterest e não podia fazer por não ser o único morador.

Lembre-se de que, aos poucos, você poderá organizar seu imóvel com mais móveis e objetos complementares que combinam com o seu estilo.

Aproveite seu lar e sua companhia!

Este é um momento único e experimentar novos desafios é sempre muito bom! Agora que você já conhece as vantagens e entende mais sobre os custos de morar sozinho, aproveite!

E se você está em busca de um apartamento novo que caiba no orçamento e que seja a sua cara, não deixe de conferir os lançamentos no Apto!

Confira imóveis novos prontos para morar sozinho ou sozinha!

Mais em Live

Ebook Busca e Aquisição de Imóvel: A Jornada

Quer comprar um imóvel e não sabe por onde começar? Separamos um conteúdo especial para te ajudar nessa jornada!

Quero baixar
Você Apto
12 dicas para escolher onde morar

Escolher onde morar pode ser uma das partes mais difíceis do processo de busca por um novo lar; muitos fatores e critérios precisam ser considerados na hora da escolha de […]

Decoração
Modelos de portas: materiais e inspirações para a casa

As portas são o principal tipo de abertura de um espaço, pois é a partir deste elemento que é feita a passagem de um ambiente para o outro e para […]

Vista externa da fachada padronizada de edifício.
Você Apto
Alteração de fachada em condomínios

A alteração de fachada é um assunto que gera questionamentos aos moradores de condomínios que desejam realizar alguma espécie de reforma, afinal há mudanças que são permitidas e outras que […]

alugar apartamento
Você Apto
O que você precisa saber antes de alugar um apartamento

Alugar um apartamento, principalmente pela primeira vez, pode ser sinônimo de entusiasmo e liberdade, afinal ter um lar para chamar de seu é algo marcante para a vida, que pode […]

Planejamento de uma obra fica mais fácil com Construcard.
Você Apto
Construcard: um guia completo sobre a linha de crédito

O Construcard é uma linha de crédito oferecida pela Caixa Econômica Federal, que ajuda muitas pessoas a realizarem o sonho de construir, reformar ou, até mesmo, ampliar suas residências.  Essa […]

Parque da Juventude: novos recomeços e muita natureza, em meio à história.
Cidade-se
Parque da Juventude: novos recomeços em meio à história e à natureza

O Parque da Juventude Dom Paulo Evaristo Arns, popularmente conhecido como Parque da Juventude, está localizado na Zona Norte de São Paulo e é um verdadeiro complexo cultural, cercado por […]