Placa Mercosul: saiba tudo sobre as novas placas de carro no Brasil

Placas Mercosul

A publicação no Diário Oficial da União, em 28 de junho de 2019, mudou a forma como os veículos passam pelo processo de emplacamento no Brasil. Desde 31 de janeiro de 2020, o Detran de todos os estados precisou aderir à placa Mercosul.

O novo modelo foi implementado com o objetivo de estabelecer um padrão entre os veículos que circulam pelos países do Mercosul. No entanto, isso não significa que você precisa fazer a troca imediatamente. Que tal saber mais sobre o assunto?

Continue a leitura e descubra os casos em que a placa Mercosul é obrigatória, como fazer a troca, o custo do item e outras informações importantes sobre o tema. Vamos lá?

O que é a nova placa Mercosul?

A placa Mercosul é um novo modelo utilizado nos veículos automotivos dos países que integram o bloco. São eles:

  • Argentina;
  • Brasil;
  • Paraguai;
  • Uruguai;
  • Venezuela.

As novas placas trazem uma sequência de sete caracteres, divididos em números e letras. Imagine que a letra L diz respeito às letras, e a N aos números. Assim, o padrão de estampagem das placas deve trazer a sequência LLLNLNN em alto-relevo. 

O objetivo da nova placa Mercosul é facilitar a circulação de veículos nesses países e a fiscalização nas fronteiras. Além disso, visa contribuir para aumentar a segurança contra falsificações e outros delitos, já que a base de dados é compartilhada por todo o bloco.

Para que isso seja possível, todas as placas apresentam o código QR Code. Os agentes de fiscalização fazem a leitura do código por meio de um aparelho disponibilizado pelo departamento de trânsito de cada país. 

Dessa forma, qualquer alteração que não esteja de acordo com as regras é imediatamente detectada. 

Quando a placa Mercosul entrou em vigor?

A obrigatoriedade da placa Mercosul entrou em vigor no dia 31 de janeiro de 2020, mas essa padronização vinha sendo adiada desde 2014.

O cronograma foi retomado em 2018, iniciando a troca das placas pelo estado do Rio de Janeiro. Durante o primeiro semestre de 2019, a troca seguiu por outros estados brasileiros: Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. 

A data limite para que todos os estados brasileiros implementassem a nova placa — 31 de janeiro de 2020 — foi estabelecida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). 

Para quem a placa é obrigatória? 

Trânsito da cidade de São Paulo com carros e ônibus.
Cidade de São Paulo.

Embora a placa Mercosul não seja obrigatória a todos os veículos no Brasil, algumas situações exigem seu uso. Conheça cada uma delas:

  • ao comprar um carro 0 km, que passará pelo primeiro emplacamento, o processo será feito com a placa Mercosul;
  • ao mudar um veículo de categoria – como quando um táxi deixa de ser utilizado para essa finalidade e passa a ter uso particular, por exemplo –, a nova placa é instalada;
  • ao substituir as placas por motivo de furto, extravio, roubo ou danos, também é necessário recorrer à placa Mercosul.

Quando trocar a placa do carro?

Além do uso obrigatório da placa nas situações acima, o motorista também pode trocar o item por livre e espontânea vontade. 

Veículos que já estão em circulação não são obrigados a trocar a placa. A princípio, aqueles que estão emplacados com a placa cinza podem continuar utilizando o dispositivo atual até o fim da vida — caso permaneça com o mesmo proprietário e no mesmo município.

No entanto, quando o condutor opta pelo modelo novo, o veículo pode permanecer com o mesmo dispositivo mesmo após a mudança do proprietário ou do município. A placa Mercosul não faz distinção entre a cidade e o Estado – um dos motivos que acaba barateando seus custos para o cidadão.  

Por isso, o proprietário que desejar fazer o investimento, mesmo em situações não obrigatórias, pode procurar o Detran da sua cidade e realizar a troca.

Como funciona a placa em outros países?

Agora que você entendeu alguns detalhes importantes acerca da implementação da nova placa Mercosul no Brasil, que tal saber mais sobre o funcionamento da placa em outros países do bloco?

Paraguai e Argentina

No Paraguai, a placa Mercosul entrou em vigor ainda em 2019, em versão um pouco diferente da brasileira. Isso porque, apesar de o item ter um padrão definido e patenteado após acordo internacional, cada país está autorizado a fazer pequenas alterações, de acordo com o modelo de gestão e o tamanho da frota.

No caso das placas paraguaias, há um item de segurança chamado de nanotexto. A inscrição “Paraguay Mercosur” está presente nas letras, nos números e na borda do dispositivo. Apesar de mudar de cor conforme a incidência de luz, o texto só pode ser visto com a ajuda de um microscópio.

Placa Mercosul do Paraguai, com os dizeres: AAAA123.
Placa Mercosul do Paraguai. Fonte: Uol

O objetivo é trazer uma segurança a mais contra clonagens e falsificações. Ainda pensando na segurança, a placa vem com a sigla PY estampada em marca-d’agua, visível em apenas um ângulo. Também há um holograma ao lado do QR Code — retirado das placas brasileiras para reduzir os custos.

A disposição dos caracteres também é diferente. Enquanto no Brasil o esquema utilizado é o LLLNLNN, no Paraguai a distribuição é LLLNNN — o que não altera as 450 milhões de possibilidades de combinações. 

Na Argentina, as placas começaram a ser usadas ainda em 2016, distribuindo os caracteres em LLNNLL. Os itens utilizados para a segurança incluem uma lâmina retrorrefletiva, impressa com efeito difrativo, marca-d’água e uma tipografia específica.

Uruguai e Venezuela

O Uruguai foi o primeiro país do Mercosul a adotar a nova placa, em março de 2015. O país foi o único que adotou a sequência que conhecemos, LLL-NNNN.

Placa Mercosul do Uruguai em um carro de luxo internacional. Os dizeres são: SCB9023.
Placa Mercosul do Uruguai. Fonte: Jornal A Hora

Já as placas da Venezuela, tradicionalmente, usam o formato LLNNLL. O país pretende apenas adaptar o formato da placa ao padrão do bloco — processo que ainda não tem data para acontecer.

Elementos de segurança nas placas brasileiras

As placas Mercosul produzidas no Brasil têm menos itens de segurança. O objetivo é reduzir seu custo de confecção. O Governo Federal defende que o QR Code é  suficiente para garantir a segurança.

Indicativo dos elementos de segurança das placas brasileiras.
Conheça os elementos de segurança das placas brasileiras. Fonte: Detran-RJ

No Brasil, portanto, os dispositivos devem conter:

  • emblema do Mercosul;
  • nome e bandeira do Brasil;
  • QR Code;
  • distintivo internacional (BR);
  • caracteres estampados sem efeitos difrativos;
  • marca-d’agua. 

O que muda com a nova placa?

As placas cinza trazem, atualmente, uma sequência de sete caracteres, distribuídos no formato LLL NNNN. E, como você já sabe, a nova estampa padroniza a sequência LLLNLNN. Essa é uma das principais mudanças oriundas da nova placa Mercosul no Brasil.

Apesar disso, em tese, aqueles que permanecem com o mesmo veículo e fazem a mudança da placa continuam com a mesma numeração. Isso porque o sistema não gera uma nova sequência, apenas substitui o segundo número por uma letra.  

Sendo assim, o número 0 corresponde à letra A até chegar ao número 9, relacionado à letra J. Para que fique ainda mais claro, vamos exemplificar:

João era morador do Rio de Janeiro e aceitou uma proposta de emprego no Paraná. Mudou-se com o veículo próprio e, para regularizar a situação, transferiu os documentos. A placa do carro de João era KAA – 0123. Agora, sua placa é KAA0A23.

Agora ficou mais fácil entender como se darão os ajustes da nova placa, certo?

Como são identificadas as categorias dos veículos com as novas placas?

A placa Mercosul tem por característica o fundo branco e uma faixa azul na margem superior. Do lado esquerdo, há o símbolo Mercosul. À direita, a bandeira do Brasil. 

O que muda também é a cor dos caracteres LLLNLNN. Além disso, assim como a placa cinza, que tem mudanças de cores conforme o uso do veículo, a placa Mercosul também faz essa distinção. 

Veja como fica:

Identificação das categorias de cada placa, seguindo as cores: preto, vermelho, verde, azul, dourado e cinza.
Como são identificadas as diferentes categorias de veículos nas placas Mercosul. Fonte: Tribuna do Paraná
  • veículos particulares — preta;
  • veículos utilizados para locação e escolas de aprendizagem de condutores — vermelha;
  • veículos utilizados por fabricantes para test-drive e outros fins de experimentação — verde;
  • veículos oficiais — azul;
  • veículos de uso diplomático ou consular — dourada;
  • veículos de colecionadores — cinza/prata.

Quanto custa mudar de placa?

Está pensando em mudar a placa do seu carro pelo novo modelo? Então vale a pena descobrir quanto custa fazer essa mudança.

O valor a ser pago pela troca depende de vários fatores, como a categoria do veículo e a região onde a documentação é feita. 

Em 2020, por exemplo, o valor cobrado pela placa no Paraná estava na faixa dos R$ 250,00 para carros e R$ 150,00 para motos. Já em São Paulo, o valor da troca girava em torno dos R$ 140,00 para carros e R$ 115,00 para motos. 

Para conhecer os valores atuais, vale a pena consultar as empresas da sua região que comercializam a placa ou contratar um serviço despachante.

Onde adquirir a placa Mercosul?

Placa Mercosul brasileira com os dizeres: BRA3R52.
Placa Mercosul brasileira. Fonte: USAC

Diferentemente da placa cinza, a placa Mercosul não é instalada pelo Detran. Por isso, quem deseja fazer a troca deve procurar as empresas credenciadas pelo órgão. 

É necessário buscar orientações no site dos órgãos fiscalizadores do trânsito do estado onde a nova placa será registrada. As informações podem ser encontradas nas páginas locais do Detran ou via Denatran. 

Por meio do Denatran, por exemplo, o Governo Federal disponibiliza para os motoristas de todo o Brasil uma lista de Estampadores de Placa Veicular habilitados para confeccionar a placa Mercosul. 

Veja o passo a passo para fazer essa consulta: 

  • acesse o Portal de Serviços Denatran, a partir do login de cadastro do Brasil Cidadão, Certificado Digital ou CPF;
  • localize o botão Consulta no canto esquerdo da página;
  • clique na opção Estampadores de Placas;
  • informe a sigla do estado desejado ou selecione a opção Todas, caso queira fazer uma pesquisa em nível nacional;
  • clique em Consultar e tenha acesso à listagem.

Como fazer a troca para a placa Mercosul?

Assim como os valores, o processo de troca para a placa Mercosul também pode variar de acordo com o estado. Por exemplo, no Rio Grande do Sul, é necessário seguir estas etapas:

  • comparecer a um Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA) e abrir um processo para a confecção da nova placa;
  • reunir os documentos necessários que comprovam a autenticidade do pedido: autorização do CRVA, Certificado de Registro do Veículo (CRV) original, documentos do veículo (original e cópia), comprovante de residência do último mês;
  • com a autorização em mãos, dirigir-se ao Estampador de Placa de Identificação (EPIV) da sua preferência;
  • o pagamento deve ser efetuado no momento em que o serviço é solicitado, no próprio EPIV.

Vale lembrar que, independentemente do estado em que o veículo esteja registrado, é importante fazer uma consulta no site do Detran e verificar se alguma das etapas pode ser feita pela internet. Você também pode conferir se é necessário realizar algum agendamento ou apresentar algum documento extra. 

Site do Detran
Site do Detran. Fonte: DETRAN-SP

E, como os procedimentos podem variar de acordo com o estado, vale a pena se informar corretamente antes de iniciar o processo.

Embora a placa Mercosul seja um procedimento burocrático, no longo prazo, sua troca vale a pena. Além de facilitar que a fiscalização cheque adequadamente o seu veículo, o novo item evita dores de cabeça e custos extras caso o condutor realize uma transferência – seja ela de cidade ou de proprietário. 

Então, se você possui um carro e ainda não migrou para a nova placa, vale a pena avaliar essa possibilidade.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então confira abaixo as principais perguntas e respostas sobre a placa Mercosul:

Quando a placa Mercosul passou a ser obrigatória no Brasil?

Desde o dia 31 de janeiro de 2020.

Quais são os casos em que o uso da placa Mercosul é obrigatório?

No primeiro emplacamento, veículos transferidos entre municípios, na troca de categoria ou quando a placa antiga foi danificada.

Quais países, além do Brasil, utilizam a placa Mercosul?

Uruguai, Argentina, Paraguai e Venezuela. 

Para que serve o QR Code?

O QR Code facilita a verificação das placas pelos agentes de trânsito e visa combater a clonagem e a falsificação das placas.

Quanto custa e onde encontrar a placa Mercosul?

O custo varia de acordo com a região e a categoria do veículo. Ela pode ser encontrada em empresas credenciadas pelo Detran da cidade ou região em que o veículo está registrado.

Quais são as vantagens da troca da placa?

Veículos emplacados com a placa padrão Mercosul não precisam mais alterar a placa em caso de alterações no documento. Após a troca, seu uso é permanente. 

Será necessário trocar a placa cinza em algum momento?

A princípio, enquanto o veículo permanecer com o mesmo proprietário e sem mudar de cidade, não há problemas em continuar com a placa cinza. 

E você, já decidiu se mantém a placa do seu carro ou se integra a lista dos novos usuários da placa Mercosul no Brasil? Deixe seu comentário e compartilhe sua opinião conosco!

Mais em Live

Ebook Busca e Aquisição de Imóvel: A Jornada

Quer comprar um imóvel e não sabe por onde começar? Separamos um conteúdo especial para te ajudar nessa jornada!

Quero baixar
Dentro de Casa
Como adotar um cachorro: tudo o que você precisa saber sobre a adoção

A adoção é um ato de muito amor. Acolher um cachorrinho abandonado mudará tanto a vida dele quanto a sua; eles são inteligentes, companheiros, leais e vão te oferecer um […]

Continue lendo
Arquitetura
Yayoi Kusama - Biografia e obras

Yayoi Kusama é uma das artistas contemporâneas mais relevantes em escala mundial. Sua arte é vibrante e dinâmica, com obras em exposições mundo afora. A artista japonesa com mais de […]

Continue lendo
Dentro de Casa
Como mudar a senha do Wi-Fi

Depois de instalar seu roteador, viu a senha e achou muito complicada e quer mudar mais não sabe como? Ou quer mudar sua senha apenas por segurança e não sabe […]

Continue lendo
Dentro de Casa
Como limpar micro-ondas: dicas e métodos mais utilizados

O micro-ondas é um eletrodoméstico indispensável na maioria das cozinhas; prático, ajuda a facilitar o dia a dia na hora de esquentar ou descongelar alimentos e pode servir até mesmo […]

Continue lendo
Arquitetura
Lygia Clark - Biografia e obras

Lygia Clark é considerada uma das artistas brasileiras mais relevantes do século XX, reconhecida e celebrada tanto no Brasil como também no exterior. Pintora e escultora, sua obra segue atual […]

Continue lendo
iptu 2021
Você Apto
IPTU 2021: os boletos para pagamento já estão sendo enviados

Desde a última sexta-feira (15), a prefeitura de São Paulo iniciou o envio dos boletos para pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2021, pelos Correios.  Desta forma, está […]

Continue lendo