Prédio mais alto de São Paulo será inaugurado em 2022

    Prédio mais alto de São Paulo será inaugurado em 2022
    Nathália Zanardo

    Por Nathália Zanardo

    29 julho 2022

      Compartilhar esse post

      O prédio mais alto de São Paulo está quase finalizado e será inaugurado na Zona Leste da capital paulista. Com 172 metros de altura e 46 andares, o Platina 220 ultrapassou em dois metros o até então recordista, o famoso Mirante do Vale, o décimo primeiro mais alto do Brasil, tornando-se a construção mais alta da cidade.


      Com previsão de inauguração para o final de julho de 2022, o maior empreendimento de uso misto da cidade abriga 190 quartos de hotel, 80 apartamentos residenciais, 50 salas corporativas e 19 lojas no térreo. Com inspiração na Avenida Paulista, o projeto utilizou como referência a diversidade de usos do local para criação de um conceito dinâmico.

      Perspectiva 3D do térreo do edifício Platina 200.
      Térreo do edifício Platina 220, com fachada ativa contando com 19 lojas. Fonte: Porte Engenharia e Urbanismo

      Mudando a dinâmica do bairro do Tatuapé, a construção se tornou um marco, não só pelo adensamento de um eixo próximo aos principais transportes públicos da região, mas também por exaltar a alta verticalização que vem acontecendo no bairro, impulsionada pelo Plano Diretor de 2014 e pela Lei de Zoneamento de 2016

      Localizado na Rua Bom Sucesso, o empreendimento está de frente para o Shopping Metrô Tatuapé e apenas a cinco minutos de caminhada da estação Tatuapé do metrô e CPTM, sendo uma região muito consolidada e com boa infraestrutura urbana, principalmente quando o assunto é mobilidade e serviços.

      Infográfico da setorização interna do Platina 220, com informações e metragens descritas.
      Infográfico da setorização interna do prédio mais alto de São Paulo, o Platina 220. Fonte: Exame

      O bairro do Tatuapé também conta com o terceiro edifício mais alto da cidade, o Figueira Altos do Tatuapé, uma construção de 168 metros de altura e 50 andares com uso residencial.

      Todo esse movimento de verticalização no bairro vem sendo muito discutido e criticado, principalmente por tirar diversos grupos de pessoas de regiões com boa infraestrutura urbana e apagar a memória do bairro. 

      O Platina 220 serviu como o ponto inicial para a criação de um novo tipo de construção nessa região; seis novos edifícios de uso misto já são esperados para o “Eixo Platina”, como ficou conhecido o pedaço do Tatuapé próximo à Radial Leste, um novo eixo de desenvolvimento econômico e urbanístico.

      O edifício Platina 220

      Construído em um quarteirão que antes era ocupado por construções que remetiam ao período industrial do Tatuapé, o Platina 220 está situado em um terreno que anteriormente abrigava diversas residências e pequenos comércios que caracterizavam a dinâmica do bairro.

      O projeto ocupa um terreno de 6.400 m² e conta com 57.000 m² de área construída, composto por um hotel, apartamentos residenciais, salas comerciais e lojas, o empreendimento possui diferentes usos em uma única torre, configuração que caracteriza o uso misto do projeto. 

      Fachada do edifício Platina 220.
      Fachada do edifício Platina 220, o prédio mais alto de São Paulo. Fonte: Porte Engenharia e Urbanismo

      Projetado pelo escritório de arquitetura Königsberger Vannucchi, o empreendimento foi encomendado pela Porte Engenharia e Urbanismo e recebeu o selo de sustentabilidade AQUA-HQE, uma certificação internacional desenvolvida a partir da renomada certificação francesa HQE aplicada no Brasil pela Fundação Vanzolini, mas considera aspectos do País, como cultura, clima, normas técnicas e leis.

      Com 172 metros de altura, 46 andares e diversos usos, o edifício precisa garantir seu funcionamento e, por isso, foi equipado com 20 elevadores, sendo seis deles com velocidade aumentada, permitindo chegar ao topo do edifício em apenas 42 segundos. 

      Mesmo sendo considerado atualmente o prédio mais alto de São Paulo, esse momento de verticalização acontecendo na cidade pode fazer o Platina 220 perder seu posto. Vamos continuar acompanhando e aguardar o próximo skyline marcado pelos verdadeiros arranha-céus.

      Quer relatar sobre algum erro?

      Avise a gente
      LEIA TAMBÉM
      Posts relacionados
      News do Live

      Cadastre-se grátis e aproveite nossos conteúdos sobre arquitetura, decoração, mercado imobiliário e mais.

      Seu melhor e-mail