Pintura geométrica – dê personalidade ao seu ambiente

Você já ouviu falar em pintura geométrica? E em pintura setorizada? Embora pareçam nomes comuns e autoexplicativos, essas modalidades de decoração vão muito além de uma simples tinta na parede.

Antes de mais nada, é importante ter em mente que uma pintura setorizada sempre será geométrica, mas nem toda pintura geométrica será setorizada. Portanto, começaremos pela pintura geométrica, que é mais abrangente.

Pintura geométrica

Como o nome diz, pintura geométrica é aquela que utiliza formas geométricas em sua composição. Formas geométricas, por sua vez, são figuras planas delimitadas por linhas, que podem ser retas ou curvas. Assim, utilizar formas geométricas na pintura de uma parede pode significar compor desenhos, criar padrões ou, simplesmente, incluir figuras soltas. Confira alguns exemplos:

Pintura geométrica
Fonte: 33 Decor
Pintura geométrica 2
Fonte: 33 Decor
Pintura geométrica 3
Fonte: 33 Decor
Pintura geométrica 4
Fonte: 33 Decor

Pintura setorizada

A pintura setorizada funciona como um divisor de ambientes. Em vez de acrescentar paredes ou móveis, você pode optar pela setorização para chamar a atenção para um canto específico do cômodo ou, até mesmo, transformar um cômodo em dois. A pintura setorizada pode ocorrer nas paredes, no teto e no chão. O melhor é que, nessa modalidade de decoração, é possível economizar bastante tinta.

Há três tipos principais de pinturas setorizadas: meia parede, parede gráfica e efeito caixa. Entenda como funciona cada um deles:

Meia parede

O efeito da pintura de meia parede divide o cômodo ao meio na horizontal. Esse estilo dá amplitude ao ambiente, já que obriga os olhos a percorrer toda a extensão da linha que se forma com a união das duas cores escolhidas.

pintura meia parede
Fonte
pintura meia parede 2
Fonte
pintura meia parede 3
Fonte

Parede gráfica

Esse tipo de pintura setorizada dá a impressão de que a pintura é, na verdade, um papel de parede. Nesse estilo dá para abusar da criatividade. Quanto mais cores e figuras, melhor.

Parede gráfica
Fonte
Parede gráfica
Fonte
Parede gráfica
Fonte

Efeito caixa

O efeito caixa é resultado da pintura do teto ou do chão como uma continuidade da parede, a fim de dar tridimensionalidade ao ambiente. Na maioria das vezes, o teto é pintado, mas a opção de pintar o chão também é muito interessante e, com certeza, a mais diferenciada.

Efeito caixa
Fonte
Efeito caixa
Fonte
Efeito caixa
Fonte
Efeito caixa
Fonte

Mais em Live

Arquitetura
Paulo Mendes da Rocha – Que arquiteto é esse?

Com mais de 90 anos de idade, Paulo Mendes da Rocha segue projetando e construindo cidades. Com uma vida dedicada ao fazer arquitetônico e social, o também professor nos ensina […]

Continue lendo
Arquitetura
Sesc Pompeia – Que prédio é esse?

O centro de cultura e lazer Sesc Pompeia foi projetado pela arquiteta modernista ítalo-brasileira Lina Bo Bardi.  Responsável por notáveis projetos, como o Museu de Arte de São Paulo (MASP), […]

Continue lendo
Arquitetura
Memória e inovação: Intervenções modernas em edifícios tombados

Projetos de intervenções em edifícios tombados ao redor do mundo mostram como é possível olhar para o futuro sem esquecer do passado. Patrimônio histórico x função Quando um edifício carrega […]

Continue lendo
Arquitetura
Lina Bo Bardi – Que arquiteta é essa?

Esta matéria inaugura a nova série “Que arquiteto é esse?” do Live. Começamos com a arquiteta Lina Bo Bardi em reconhecimento ao seu incrível trabalho e em homenagem a todas […]

Continue lendo
Arquitetura
Edifício Niemeyer em Belo Horizonte – Que prédio é esse?

Antes mesmo da construção de Brasília, Juscelino Kubitscheck já era um admirador do trabalho de Oscar Niemeyer. Quando ainda era prefeito de Belo Horizonte, encomendou projetos que até hoje são […]

Continue lendo
Arquitetura
Copacabana Palace – Que prédio é esse?

Inaugurado em 13 agosto de 1923, o icônico Hotel Copacabana Palace foi construído entre 1919 e 1923, por Octávio Guinle e Francisco Castro Silva. O pedido da construção do prédio […]

Continue lendo