Viver o Brasil: Centro Dragão do Mar, em Fortaleza

    Viver o Brasil: Centro Dragão do Mar, em Fortaleza
    Beatriz Dilascio

    Por Beatriz Dilascio

    09 novembro 2022

    O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC), mais conhecido como Centro Dragão do Mar, é um complexo cultural da Secretaria da Cultura do Ceará em parceria com o Instituto Dragão do Mar, destinado a fomentar e difundir a arte e a cultura no estado. 

    Conheça mais sobre a história e as características de um complexo tão importante e essencial para os moradores do Ceará.

    O maior centro cultural do Estado do Ceará

    O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura é um dos mais completos e relevantes equipamentos culturais do País. O CDMAC foi construído onde antes havia uma antiga área portuária de Fortaleza, o espaço conta com uma área de mais de 30 mil metros quadrados para comportar o complexo.

    Imagem da ponte vermelha.
    A famosa ponte vermelha é um símbolo famoso do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Fonte: Mapio.net

    Seu projeto contou com os mais rigorosos padrões mundiais de qualidade, fazendo com que este fosse um ambiente arquitetônico privilegiado, com espaços destinados às mais diversas atividades culturais e artísticas, para assim oferecer à população uma oportunidade completa de lazer e cultura. 

    O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura serve tanto para realização de eventos artísticos como para manifestações culturais diversas. Confira alguns de seus espaços!

    Anfiteatro Sérgio Motta

    O espaço é destinado a apresentações artísticas tanto nacionais quanto locais. Ele contribui, e muito, para a divulgação de produções artísticas, ainda mais as produções musicais. 

    O Anfiteatro possui capacidade para mais de 600 lugares, com uma área total de 860 metros quadrados. 

    Auditório

    O auditório fica no piso superior do CDMAC, sendo uma área técnica perfeita para realizar palestras, conferências, apresentações, aulas, seminários e até congressos. 

    Imagem panorâmica do interior do auditório do CDMAC.
    O Auditório possui ótimos equipamentos para que as pessoas consigam realizar apresentações. Fonte: Dragão do Mar

    Ele consegue acomodar até 108 pessoas sentadas, é totalmente climatizado e conta com sistemas de multimídia modernos que possibilitam transmissões pela internet de imagens, sons e recursos audiovisuais, tudo para oferecer muito conforto e qualidade a todos. 

    Praça Verde Historiador Raimundo Girão 

    A Praça Verde Historiador Raimundo Girão é um dos espaços mais amplos do complexo, com capacidade para 4,5 mil pessoas. O espaço conta com diversos eventos abertos ao público, como shows de grande porte e eventos para crianças. 

    Um ótimo local para aproveitar os finais de semana em família.

    Teatro Dragão do Mar

    O Teatro Dragão do Mar é o principal espaço do complexo para as artes cênicas, além de servir como palco para eventos de dança, música, cinema, debates e conferências.

    Imagem interna do teatro com pessoas sentadas nas cadeiras vermelhas vendo uma pessoa sentada no palco falando
    O Teatro Dragão do Mar funciona como palco para diversas apresentações e estudo da arte. Fonte: Porto Iracema das Artes

    O teatro estimula a produção local de espetáculos e eventos, mas também recebe muitas produções de cunho nacional e internacional. Seu principal objetivo é mesclar as produções, sem segmentar as apresentações em apenas um tipo de público. 

    Museu da Cultura Cearense

    O Museu da Cultura Cearense, mais conhecido como MCC, é um espaço totalmente dedicado à história, à produção artística e à cultura popular cearense, que, ao total, possui 800 metros quadrados divididos em seis salões. 

    Parte do Museu da Cultura Cearense que mostra cavalos e celas.
    O Museu da Cultura Cearense é um grande espaço destinado a exposições e produções artísticas. Fonte: Secult-CE

    O MCC é um museu etnográfico que promove a difusão e a fruição do Patrimônio Cultural do Estado do Ceará, aplicando diversas ações de pesquisa, preservação e comunicação para o desenvolvimento sociocultural. 

    O museu abriga hoje duas exposições permanentes: a “Vaqueiros”, exposição lúdica e de caráter didático, e a “Brinquedo – A arte do movimento”.

    Museu da Arte Contemporânea

    O Museu da Arte Contemporânea, também chamado de MAC, é um espaço distribuído em dois pavimentos que, ao total, ocupam 700 metros quadrados e conta com um total de 11 salas de exposições.

    Três pinturas, uma do lado da outra, entre duas delas existe um quadro com uma moldura rústica.
    O MAC comtempla grandes obras em seu acervo. Fonte: Circuito Art

    Atualmente, o museu conta com mais de mil obras em seu acervo, todas são de autoria de artistas plásticos brasileiros e estrangeiros. Estão sob a guarda do museu as peças do acervo do pintor Antônio Bandeira. 

    Planetário Rubens de Azevedo

    Por último, o Planetário Rubens de Azevedo está entre os mais modernos do mundo, construído com uma tecnologia alemã, sendo o único planetário no Brasil a conseguir projetar o arco-íris, o que é feito através de 20 projetores multimídia. 

    Imagem de uma das apresentações do planetário.
    O Planetário Rubens de Azevedo proporciona aos visitantes experiências únicas. Fonte: Secult-CE

    O Planetário possui capacidade para 90 pessoas, e, com três sessões diárias, ele proporciona um grande espetáculo, no qual você conseguirá observar detalhadamente estrelas, planetas e galáxias.

    23 anos de história do CDMAC

    O Centro Dragão do Mar foi idealizado em 1993, pelo, na época, secretário da Cultura do Ceará, o jornalista e antropólogo Paulo Linhares, e pelo então governador do Estado do Ceará, Ciro Gomes, com a ideia de fazer um espaço destinado ao encontro das pessoas, ao fomento e à difusão da arte e da cultura. Porém, sua inauguração ocorreu apenas em 1999.

    Sua construção também contribuiu para recompor o espaço urbano do que era a antiga área portuária da Praia de Iracema e para requalificar as edificações que tinham um grande valor histórico no corredor cultural da cidade. 

    Imagem vista de cima do Centro Dragão do Mar.
    O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura foi idealizado para ser um espaço para a população ser acesso a arte e cultura. Fonte: Wikipédia

    Hoje o CDMAC é o maior equipamento que o Instituto Dragão do Mar gerencia, contando com 1,5 milhões de visitantes por ano e sendo um dos principais pontos turísticos do Ceará. 

    Por volta de 90% da sua programação não tem nenhum tipo de custo para os visitantes ou cobra apenas valores simbólicos, isso porque eles têm como objetivo formar plateias diversas para os seus mais diversos eventos e espetáculos, levando cultura e educação à população.

    E foi no dia 28 de abril de 2022 que o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura completou 23 anos de existência, sempre dedicado à arte, à cultura e ao pensamento, sempre reafirmando a força de sua cultura local. 

    Missão e visão do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

    O CDMAC tem como missão promover a arte e a cultura cearense em um ambiente diverso e inclusivo, para que assim o público tenha acesso a uma programação de qualidade, que contemple a diversidade, tanto cultural, quanto humana. 

    A proposta é  ser um centro cultural que é referência regional, nacional e até internacional, orientado para ofertar uma programação plural e de excelência para todos os públicos, que posicione a cultura cearense e brasileira em um local de destaque. 

    Origem do nome Dragão do Mar

    O nome do complexo foi uma homenagem a um personagem histórico, um pescador símbolo do movimento abolicionista cearense, Francisco José do Nascimento. Ele se recusou a transportar escravos para serem vendidos no sul do País e, assim, foi consagrado o maior herói popular da história abolicionista do Ceará. 

    Imagem em preto e branco onde bem no centro mostra a imagem de Francisco José do Nascimento e a baixo, mostra algumas jangadas.
    O nome Dragão do Mar foi dado ao complexo como uma homenagem ao jangadeiro Francisco José do Nascimento. Fonte: Observatório do Terceiro Setor

    A jangada que estava sendo utilizada foi levada à capital do Império a bordo de um navio mercante para simbolizar a resistência popular abolicionista. Sua coragem fez com que o mercado escravista no porto de Fortaleza parasse por alguns dias. Assim, o líder dos jangadeiros ficou conhecido na história como Dragão do Mar. 

    Um nome marcante na história do Ceará, que mereceu ser homenageado como o nome do principal centro cultural do estado.

    Visite o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

    Você pode visitar o complexo e aproveitar tudo o que ele tem a oferecer. De terça a domingo, você pode participar das programações, e às segundas-feiras o seu funcionamento é limitado à área administrativa.

    Atente-se aos horários

    A área administrativa do centro cultural funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 17h30.

    O chamado Cinema do Dragão tem sua programação acontecendo normalmente, de terça-feira a domingo, das 13h40 até 20h, exceto quando ocorrem programações especiais, com abertura do cinema às segundas-feiras. 

    Os ingressos têm um custo, porém o valor é simbólico: de quarta a domingo, R$ 16,00 a inteira e R$ 8,00 a meia. Já às terças-feiras, o ingresso tem um valor promocional, sendo R$ 10,00 a inteira e R$ 5,00 a meia. 

    Você pode verificar a programação do mês diretamente no site do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, clicando em programação > cinema

    As visitas aos museus do centro cultural são totalmente gratuitas e ocorrem de terça-feira a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 17h às 20h.

    O Planetário Rubens de Azevedo também possui seções totalmente gratuitas às quintas-feiras e às sextas-feiras, com horário único às 18h, e aos sábados e aos domingos, das 17h às 20h. 

    Os outros espaços do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura funcionam conforme a programação, que você pode verificar aqui

    Como chegar no Centro Dragão do Mar

    O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura fica localizado na Rua Dragão do Mar, n° 81, na Praia de Iracema, em Fortaleza-Ceará. 

    Existem algumas entradas para o complexo, uma delas é pela Avenida Presidente Castelo Branco; acessando por ela, você estará em frente aos Museus do complexo. A entrada pela Rua José Avelino te dá acesso à escada lateral do Espaço Rogaciano Leite Filho, onde tem a famosa ponte vermelha.

    Esses são os principais acessos, mas para você se localizar melhor, veja o mapa do complexo:

    Imagem com fundo vermelho, com o mapa desenhado no lado esquerdo e no lado direito estão descritos todos os espaços existentes no Centro Dragão do Mar.
    Mapa para você se localizar dentro do Centro Dragão do Mar. Fonte: Dragão do Mar Centro de Arte e Cultura

    O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura possui boa acessibilidade, com rampas de acesso tanto na entrada principal pela Avenida Castelo Branco, quanto pela Avenida Pessoa Anta e pela Praça Verde pela Rua José Avelino, a qual também permite acesso ao Ateliê de Arte do Complexo e ao elevador panorâmico do Museu de Arte Contemporânea. 

    Além desse elevador, existe um elevador voltado para pessoas com deficiência que fica próximo ao Planetário e que permite o acesso ao Auditório, ao Espaço Mix, ao Administrativo e aos banheiros.

    Para quem vai de carro, existem estacionamentos no entorno do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura com vagas pagas por hora ou mensais, para que você possa deixar o seu carro em segurança.

    Se você interessou no Centro Dragão do Mar e quer morar próximo a esse belo espaço, veja aqui quais imóveis combinam mais com você:

    Botão clicável que direciona para imóveis próximos ao Centro Dragão do Mar.
    Categorias
    Beatriz Dilascio
    Conteúdo criado por:Beatriz Dilascio
    Arquiteta apaixonada por arte e decoração, sempre buscando por inovações e aprender cada dia mais.

    Quer deixar um comentário ou relatar algum erro?

    Avise a gente
    Onde você deseja morar?More bem, viva melhor
    BUSCAR
    Logo Apto Branco
    LEIA TAMBÉM
    Posts relacionados
    News do Live

    Cadastre-se grátis e aproveite nossos conteúdos sobre arquitetura, decoração, mercado imobiliário e mais.

    Seu melhor e-mail