Suíte Vollard – Que prédio é esse?

Suíte Vollard – Que prédio é esse?
Lucas Vogan

Por Lucas Vogan

19 novembro 2019

Você conhece o Suíte Vollard?

Se os planos da construção de um prédio giratório em Dubai impressionam, o que você dirá ao descobrir que o primeiro prédio giratório foi construído no Brasil e inaugurado em 2004?

O primeiro do mundo

É isso mesmo, o primeiro prédio giratório do mundo, o Suíte Vollard, foi construído em Curitiba, no Paraná.

O projeto pioneiro, feito em 1997, saiu do papel e, em 2004, esse edifício-conceito nasceu. Projetado pelo arquiteto Bruno de Franco, a estrutura possui 11 andares, sendo um apartamento por andar.

O centro da estrutura é fixo e nele se concentram os aposentos que precisam de encanamento: a cozinha e o banheiro. 

No edifício existe um anel externo que gira impulsionado por um motor de 40 cavalos. Cada andar pode se mover de maneira independente nos sentidos horário ou anti-horário, e o arquiteto garante que a manutenção é quase nula, pois há pouco atrito no movimento.

O giro completo do Suíte Vollard é feito em uma hora e pode ser ativado por comandos de voz, ou por um painel eletrônico instalado na parede, que controla também  luz, ar-condicionado e sistemas de segurança.

Após esse anel giratório, uma sacada panorâmica envolve cada apartamento, permitindo que se aproveite a vista de qualquer cômodo enquanto o apartamento gira.

Uma lareira localizada na coluna fixa pode estar presente em qualquer ambiente conforme o apartamento se move.

“No anúncio  tem que colocar: todos os ambientes possuem lareira”, brinca o arquiteto Bruno de Franco.

Um ícone abandonado

Foto do Suíte Vollard, conhecido como prédio que gira em Curitiba.
Suíte Vollard: conhecido como o prédio que gira. Fonte: Pinterest

Em sua inauguração, em 2004, o Suíte Vollard chamou bastante atenção em Curitiba e até mesmo internacionalmente. Hoje, na capital paranaense, todos conhecem o prédio que gira.

Apesar de atrair toda essa atenção, não atraiu moradores.

Construído pela extinta construtora Moro, no bairro Ecoville, uma das regiões mais valorizadas da cidade, o empreendimento nunca abrigou nenhum morador, e assim permanece 15 anos depois de sua inauguração.

O principal motivo apontado para a ausência de compradores foi o preço, equivalente a R$ 2.700 por metro quadrado, enquanto a média da região era de R$ 1.448.

O edifício foi taxado como “Mocó mais caro do mundo”, com cada apartamento avaliado em R$ 2,376 milhões.

Detalhes do Suíte Vollard, popularmente conhecido como prédio que gira, localizado em solo brasileiro, mais precisamente em Curitiba.
Detalhes das janelas do prédio Suíte Vollard. Fonte: Prédios de Curitiba

Em seguida, problemas judiciais ligados à construtora só pioraram a situação e impediram que a empresa vendesse os apartamentos.

Uma ação coletiva movida contra a construtora fez o Suíte Vollard ir a leilão. A venda acabou não acontecendo, mas outras medidas judiciais foram tomadas, fazendo com que esse projeto inovador ficasse desabitado.

Enquanto era transferido para uma nova administradora, em 2012, o prédio ficou abandonado e acabou sendo alvo de vândalos e ponto de encontro para o uso de drogas.

Hoje, o Suíte Vollard está nas mãos da empresa Inepar Administração e Inovações, que solicitou vigilância 24 h para que o empreendimento não fosse vandalizado.

O sonho não morreu

Prédio com o céu no fundo.
Suíte Vollard. Fonte: Pinterest

Por causa de problemas judiciais e de dívidas tributárias o prédio está parado, ou seja, mesmo que alguém queira comprar um apartamento, não é possível.

Há, porém, planos para reformar o Suíte Vollard e colocá-lo em funcionamento. Ainda se estuda o que fazer: vender como apartamentos, transformá-lo em um hotel, prédio de escritórios ou um espaço de coworking.

É preciso esperar para ver qual será o destino do famoso prédio que gira em Curitiba e torcer para que ele não se torne apenas uma ideia inovadora que enfeita a paisagem. 

Gostou do conteúdo? Então não deixe de conferir:

Categorias
Lucas Vogan
Conteúdo criado por:Lucas Vogan
Natural de Porto Alegre. Artificial de São Paulo. “O que sabemos é uma gota; o que ignoramos é um oceano.”

Quer deixar um comentário ou relatar algum erro?Avise a gente

Onde você deseja morar?More bem, viva melhor
BUSCAR
Logo Apto Branco

LEIA TAMBÉM

Posts relacionados

News do Live

Cadastre-se grátis e aproveite nossos conteúdos sobre arquitetura, decoração, mercado imobiliário e mais.

Seu melhor e-mail