Ceia de Natal vegana: receitas para uma festividade leve

Épocas festivas pedem refeições especiais e, no Natal, uma data comemorativa com mesa farta e pessoas queridas reunidas, não poderia ser diferente. 

Independentemente do estilo de vida e das opções alimentares, todos gostam de degustar pratos deliciosos nas comemorações de fim de ano e, por isso, fizemos uma seleção de pratos veganos para inspirar a sua ceia de Natal.

Para que uma receita seja considerada vegana, deve ser livre de todo e qualquer ingrediente de origem animal, como carne, laticínios, ovos, mel e derivados. 

Existe a falsa ideia de que o veganismo e até mesmo o vegetarianismo são caros e inacessíveis, no entanto, com ingredientes comprados em feiras ou em supermercados convencionais é possível preparar belas refeições.

Vale lembrar que o veganismo vai além da alimentação, é um estilo de vida que procura descartar qualquer forma de exploração animal. Portanto, produtos testados em animais, ou que contenham partes de animais como peles, por exemplo, não são considerados veganos.

Pratos principais para uma ceia vegana

O prato principal da Ceia de Natal costuma ser uma receita que traz memórias afetivas e, por vezes, faz parte das tradições familiares. Em alguns lares, esse é também um momento em que todos se envolvem na preparação.

Portanto, leve sempre em consideração as lembranças que os alimentos podem despertar e criar, afinal, o Natal é uma festividade marcante e que fica na memória. 

Um prato principal vegano deve ser uma receita que satisfaça o apetite e, nesse sentido, as massas são bastante apreciadas também pelos vegetarianos. Confira algumas sugestões de pratos quentes que podem fazer parte da ceia de Natal.

Conchiglioni vegano recheado com espinafre e castanha de caju

O conchiglioni é uma receita de origem italiana que possui a textura de uma massa de macarrão, porém em formato de concha. Além disso, cada uma das conchas é recheada e finalizada por um suculento molho, o que transforma a preparação em um prato bonito e agradável de degustar.

Panela com Conchiglionis veganos dispostos lado a lado. As conchas estão parcialmente submersas em molho branco e dentro de cada uma delas, o verde do espinafre se destaca.
Conchiglioni vegano recheado com espinafre e castanha de caju. Fonte: Pinterest

Para os que não costumam se aventurar no mundo culinário, essa receita é uma ótima opção, pois basta comprar a massa pronta, sem ovos ou leite, e cozinhá-la de acordo com as instruções da embalagem.

Após cozido, adicione o recheio de sua preferência, o molho e leve ao forno por aproximadamente 20 minutos ou até que fique dourado.

O espinafre é uma boa sugestão de recheio e, com algumas castanhas de caju deixadas de molho e trituradas, você cria uma espécie de ricota vegana. Para que o espinafre mantenha-se com um verde vivo é importante não ultrapassar o tempo de cozimento.

Quiche vegana de cogumelos

Cogumelos são bastante presentes na alimentação de boa parte das pessoas que não consomem alimentos de origem animal e também dos vegetarianos, portanto, em uma ceia vegana esse alimento pode perfeitamente compor o prato principal.

Quiche vegana vista de cima. Para a decoração foram utilizadas tiras de cogumelo, rodelas finas de tomate e cebolinha, criando uma bela composição em tons de verde e vermelho.
Quiche vegana de shitake. Fonte: Pinterest

Para uma quiche vegana de cogumelos, você pode utilizar o shitake, que é um cogumelo suculento de sabor marcante.

A cremosidade do recheio é garantida pelo tofu, um alimento à base de soja com sabor leve, podendo ser utilizado tanto em preparações salgadas quanto doces.

A massa pode levar farinha de trigo e azeite como ingredientes principais, mas, se preferir uma versão sem glúten, utilize o grão de bico ou uma mistura especial de farinhas, como as de arroz, aveia e amêndoas. 

Decore utilizando cogumelos em pedaços e faça uma bela apresentação sobre a mesa, dispondo a quiche em um prato cerâmico ao centro.

Moqueca de palmito pupunha e banana-da-terra

A moqueca é uma receita tipicamente brasileira, que utiliza ingredientes bastante comuns em países tropicais, como o leite de coco. 

Na receita original, o peixe e os frutos do mar são a base, no entanto, na versão vegana, os grandes protagonistas são o palmito e a banana-da-terra.

Moqueca vegana servida em uma tigela cinza. É possível ver os pedaços de banana-da-terra e dos pimentões.
Moqueca vegana. Fonte: Pinterest

O preparo dessa receita se inicia refogando temperos, como alho, cebola e pimentões coloridos. Depois, adicione caldo de legumes, azeite de dendê, leite de coco, suco de limão e rodelas de palmito, mantendo a panela sob fogo baixo.

Para finalizar, após o palmito alcançar consistência macia, adicione os tomates cereja e as bananas-da-terra, também cortadas em rodelas. 

Tenha atenção para que a banana e o palmito atinjam a textura ideal e incorporem o sabor de todos os temperos, afinal, é a combinação do leite de coco envolvendo o sabor do palmito e o adocicado da banana-da-terra que garantem o sabor incomparável dessa receita.

Acompanhamentos para uma ceia vegana completa

Os acompanhamentos devem harmonizar com o prato principal e com os aperitivos escolhidos. Para isso, comece pensando se deseja servir pratos crus, cozidos ou assados.

Para facilitar a escolha, pense no tempo que você tem disponível para o preparo das receitas e na complexidade de cada uma delas. Dessa forma, é possível equilibrar optando por um prato principal que demanda mais tempo e um acompanhamento rápido de finalizar.

Batatas assadas com azeite e alecrim

Batatas ao forno são uma preparação prática, pois basta cortá-las, dispô-las em uma forma, regar com azeite, temperar e assar até dourar. 

Além disso, essa receita é escolha assertiva, afinal, a batata é um alimento apreciado universalmente, seja por veganos, vegetarianos ou pessoas que consomem carne.

Batatas em rodelas finas, com aparência dourada e bem assada. Para aromatizar e decorar, há ramos de alecrim inteiros entre as batatas.
Batatas assadas com alecrim e azeite. Fonte: Unsplash

Uma dica para escolher o tipo e o formato dos cortes é pensar primeiro em como deseja apresentar a receita e também na textura final das batatas. Além disso, quanto mais finos os cortes, mais rápida a receita ficará pronta. 

Para os temperos, além dos dentes de alho e também do sal, o alecrim é certeiro, pois harmoniza perfeitamente com as batatas e leva um aroma especial para a ceia.

Salada de vagem

A salada está presente em boa parte das refeições cotidianas. Para fugir do óbvio na ceia vegana de Natal, você pode apostar em saladas que unem legumes cozidos aos elementos crus.

Utilizando a vagem como base você pode montar pratos diversos, já que ela vai bem com tomate e pimentão.

Outra opção é a vagem levemente frita, uma preparação que deixa o alimento crocante por fora e macio por dentro. Para essa receita, basta passar a vagem pelo processo de cozimento, escorrê-la e fritá-la levemente, em panela com óleo em nível raso. Depois, adicione o tempero de sua preferência e sirva.

Vagem frita servida com filetes de alho dourado em um prato com borda floral.
Vagem frita com alho. Fonte: Pinterest

Couve crocante de forno

A receita de couve crocante de forno é bastante fácil de fazer. Com as folhas devidamente higienizadas e secas, basta cortá-las em pedaços, dispô-las em uma assadeira e misturá-las ao azeite.

Após cerca de 20 minutos ao forno, na temperatura de 100 °C, a couve adquire uma textura extremamente crocante e um sabor intenso. Por fim, finalize com os temperos de que mais gosta.

Enquanto a receita está no forno, é importante que você mexa as folhas de tempos em tempos para que assem de maneira uniforme. Se deseja um preparo ainda mais rápido e um resultado igualmente delicioso, utilize air fryer

Couve crocante dentro de um prato branco fundo. Após assada, a couve diminui de volume e adquire um verde mais escuro que a sua cor quando está fresca.
Couve crocante de forno. Fonte: Pinterest

Aperitivos para servir antes da ceia de Natal vegana

Para os aperitivos veganos, existem diversas opções prontas e você pode encontrar variedades em lojas de produtos naturais, como, por exemplo, na zona cerealista de São Paulo.

No caso de industrializados, diversos produtos têm o Selo Vegano, um certificado que garante que o produto atende a todos os requisitos. Dessa forma, você economiza o tempo que levaria lendo a lista de ingredientes.

Para quem prefere aperitivos mais elaborados, a culinária do Oriente Médio é uma boa inspiração. De patês a preparações mais elaboradas e que levam mais ingredientes, as opções são diversas.

Pastas veganas 

Outra opção interessante é servir pastas e patês para serem consumidos pelos convidados como canapés. Você pode escolher algum pão tipo crouton ou mesmo cestinhas crocantes.

Para a base das pastas é possível utilizar o tofu ou grãos como lentilha e grão de bico. Acrescentando um pouco de azeite, tomate seco, manjericão e azeitonas em proporções diferentes, você obtém sabores únicos.

Trio de homus nas cores laranja, verde claro e amarelo leve. Eles estão dispostos lado a lado em delicadas tigelas brancas. No recipiente de apoio há também tiras de cenoura, rodelas de pepino e pedaços de pão.
Trio de homus: receita com base de grão-de-bico. Fonte: Freepik

No entanto, essa refeição não precisa se resumir a massas. As verduras e os legumes também são bem-vindos e vão deixar os aperitivos da ceia vegana ainda mais leves.

Castanhas e frutas secas

Com uma seleção harmoniosa de castanhas e frutas desidratadas é possível agradar diversos paladares. Uma sugestão de mix que funciona bem é: um tipo de castanha em sua forma natural, um tipo de fruta desidratada, como damasco, e um tipo de castanha salgada ou caramelizada, como a de caju.

A tâmara também é uma opção de aperitivo que permite combinações deliciosas. Ela pode ser combinada com castanhas ou mesmo com frutas frescas. 

Tâmara com morango, por exemplo, é uma combinação que une os sabores doce e azedo, resultando em uma composição equilibrada e agradável.

Nozes envolvidas por tâmaras cortadas ao meio. O prato possui cores terrosas como marrom e bege e são uma ótima opção vegana.
Tâmara com nozes: uma combinação entre fruta seca e oleaginosa. Fonte: Unsplash

Faláfel

O faláfel é um prato frito que tem como base o grão-de-bico. Seu formato em bolinhas transforma-o em um aperitivo de fácil consumo e que pode ser servido juntamente com molhos especiais, como o de tahine.

O preparo dessa comida é feito em poucos passos. O primeiro é deixar o grão- de-bico de molho por cerca de 24 horas. Depois disso, basta passar os grãos por um processador juntamente com os seus temperos favoritos, moldar as bolinhas e fritar em óleo quente.

Na versão original, os temperos mais utilizados são pimenta síria, hortelã e zaatar, mas você pode acrescentar temperos brasileiros de sua preferência, como a salsinha e o cominho.

Faláfel em formato de bolinhas, bem douradas e servidas ao lado de um típico molho.
Faláfel: bolinhas com grão-de-bico como ingrediente base. Fonte: Freepik

Sobremesas para adoçar o seu Natal vegano

Nos supermercados e padarias brasileiras não há tantas opções de doces veganos mais elaborados. Portanto, a sobremesa é talvez a parte mais trabalhosa do preparo da ceia de Natal vegana.

Mas esse não precisa ser um empecilho para a sua comemoração, afinal, existem alguns ingredientes chave para compor belas receitas veganas. Sabendo a função desses ingredientes você poderá utilizar a imaginação para fazer as suas próprias criações e surpreender os convidados.

Separamos algumas receitas que levam esses ingredientes para que você conheça algumas formas de preparar deliciosas sobremesas veganas.

Musse de chocolate com aquafaba

Pode parecer inusitado, mas a aquafaba nada mais é do que a água que sobra do cozimento do grão-de-bico. 

Esse ingrediente não possui um sabor forte, o que facilita sua utilização nas mais diversas preparações, mas é importante observar as proporções entre a quantidade de água e de grãos antes do cozimento.

A utilização da aquafaba em receitas começou com o francês Joel Roessel, em 2014. Essa incrível descoberta, apesar de recente, revolucionou a cozinha vegana, pois permitiu o preparo de merengues, sorvetes, suspiros e até mesmo marshmallows

Musse de chocolate visto de cima, decorado com raspas de chocolate e mirtilos. É possível ver furinhos no interior da sobremesa vegana, o que indica uma preparação aerada.
Musse de chocolate com aquafaba. Fonte: Pinterest

Para a musse de aquafaba você precisa de apenas dois ingredientes: aquafaba e chocolate 70% em barra, para derreter. Primeiramente, bata a aquafaba numa batedeira até que ela fique com a consistência de claras em neve, para isso é importante que ela esteja bem gelada.

Quando observar que a mistura está firme e não cai da colher, basta adicionar o chocolate derretido, aos poucos, e misturar delicadamente. Por último, distribua em taças e coloque na geladeira por, no mínimo, 4 horas. O resultado final é uma musse aerada e muito leve.

Bolo com chantilly de coco

Bolos são preparações bastante presentes em festas e também são bem-vindos na ceia de Natal. 

Uma boa opção para montar o seu bolo natalino é preparar uma massa neutra e rechear com as suas frutas favoritas e um creme, como abacaxi e doce de leite vegano, por exemplo .

Um bolo vegano não leva ovos ou leite, no entanto, são utilizados outros artifícios para garantir a textura fofinha. Você pode substituir uma parte do leite vegetal por suco de laranja ou de limão, assim a acidez reage com o fermento fazendo o bolo crescer.

Bolo redondo, com uma fatia cortada, permitindo visão interna para o recheio. A cobertura branca é complementada por coco ralado.
Bolo de coco vegano com massa fofa. Fonte: Pinterest

Para os que não têm tanta habilidade no preparo de bolos, é possível utilizar massa pronta e água com gás. Essa alternativa facilita o preparo, pois diminui a quantidade de passos e de possíveis erros.

O chantilly de coco que envolve o bolo, além de levar um toque especial, deixa o prato com uma aparência única. 

O ingrediente chave para essa preparação é o emulsificante, pois possibilita transformar os mais diversos tipos de leite vegetal em um bom chantilly, perfeito para cobertura de cupcakes, pavlovas e tortas.

Bolo vegano em formato redondo, com cobertura de chantilly branco. Em um dos lados superiores, está decorado com morango, mirtilo, fambroesa e folhas de hortelã.
Bolo de frutas vegano. Fonte: Unsplash

Ao adicionar algumas colheres de emulsificante ao leite vegetal gelado, o resultado é um chantilly tão firme e consistente quanto os convencionais, mantendo um suave sabor de coco. Para chegar a esse resultado, bastam alguns minutos na batedeira.

Sem dúvidas a decoração contribui para o clima natalino, portanto, após decidir o que servir na sua ceia de Natal vegana, capriche na montagem da mesa e na decoração de Natal em sua casa!

O veganismo no cotidiano e nas datas especiais

O veganismo é um movimento que busca diminuir a exploração animal. Fonte: Live

O veganismo é um movimento que cresce a cada dia, afinal, a compaixão pelos animais é um tema que tem adquirido visibilidade. 

No entanto, alimentar-se fora de casa pode ser um enorme desafio para os adeptos desse estilo de vida, seja por conta da dificuldade de encontrar refeições adequadas ou mesmo pela falta de variedade.

Por isso, mesmo que a ceia não seja totalmente vegana, inclua algumas opções para agradar seus convidados que não se alimentam de animais e derivados.

Além de tornar o veganismo um movimento acessível, você levará variedade de pratos para a sua ceia agradando também os vegetarianos. Enquanto isso, esperamos ansiosos por um futuro mais verde #govegan!

Mais em Live

Ebook Busca e Aquisição de Imóvel: A Jornada

Quer comprar um imóvel e não sabe por onde começar? Separamos um conteúdo especial para te ajudar nessa jornada!

Quero baixar
Boiserie - o que é, como aplicar e como usar?
Decoração
Boiserie: o que é e como utilizá-lo na decoração da sua casa

Talvez você não saiba o que é boiserie, mas certamente já o viu em algum momento e se impressionou com a beleza deste revestimento, também chamado de moldura de paredes. […]

Decoração
Tendência aconchegante: decoração com madeira clara

A casa é lugar de descanso após um dia de trabalho, de relaxamento e espontaneidade aos finais de semana, de encontro com pessoas queridas. Para isso, uma casa aconchegante, onde […]

Elenco de Pantera Negra posando com os trajes oficiais do filme.
Cidade-se
Pantera Negra – Afrofuturismo e as raízes como forma de autoconhecimento

Pantera Negra é uma obra que, além de quebrar recordes nos cinemas, criou inúmeras possibilidades para o mundo real. Com elenco e direção compostos em sua maioria por pessoas pretas, […]

Soluções financeiras para a compra do imóvel
Você Apto
Soluções financeiras para a compra do imóvel

Você chegou naquele momento da vida em que o sonho da casa própria está tomando forma e mais do que nunca palpável. Só que apesar de querer, você ainda tem […]

Você Apto
8 dicas para fazer a mudança de casa mais simples

Depois do período procurando a casa perfeita e ter encontrado o espaço ideal para viver, é hora de fazer a mudança!  Sabemos que esse processo pode se transformar em um […]

pedras para jardim
Decoração
Pedras para jardim: conheça os tipos e saiba como utilizar

O jardim é um lugar da casa que pode dar espaço a diversas atividades ⏤ relaxamento, cafés da manhã tranquilos, brincadeiras, reuniões de família e amigos, horta e por aí […]