Descubra a maneira correta de limpar seus móveis

Você escolhe os seus móveis com cuidado e carinho, pensa na decoração e cria o ambiente perfeito.

Mas e agora?

Agora é preciso saber manter as coisas assim, então vamos ensinar você a limpar os seus móveis da forma certa.

Como limpar móveis de madeira 

Móveis de madeira

Os móveis de madeira maciça costumam ser muito resistentes e dificilmente ficam manchados. Nesse tipo de móvel, normalmente só é preciso retirar a poeira.

Se alguma sujeira insistente aparecer, basta esfregar o local com um pano úmido com detergente neutro e secá-lo na sequência.

A madeira absorve a água, o que pode fazer com que ela se deforme, por isso é importante manter seus móveis de madeira sempre secos.

Para manter o móvel de madeira saudável, é recomendado lustrá-lo. Para isso, você pode comprar um produto específico ou misturar uma colher de chá de vinagre a uma xícara de óleo de cozinha.

Para cuidar do seu móvel de madeira da melhor maneira possível é recomendado  encerá-lo pelo menos uma vez por ano.

Como limpar móveis de MDF

Móveis MDF

Móveis de MDF são, sim, praticamente móveis de madeira, “praticamente” pois não são feitos somente de madeira.

O MDF é composto de pequenos pedaços de madeira que são misturados com uma resina e compactados. Às vezes o MDF possui até uma parcela de plástico em sua composição.

Isso significa que você deve ter um cuidado um pouco diferente daquele empregado nos móveis de madeira maciça.

Para limpar o seu móvel de MDF, a mesma estratégia citada acima pode ser usada: um pano úmido com detergente neutro dará conta da maior parte das sujeirinhas. Não é recomendado o uso de substâncias abrasivas.

O MDF é mais sensível que a madeira, por isso você deve ter cuidado extra com a umidade e não usar objetos ásperos na limpeza.

Também é importante lustrar o móvel de MDF. Nele você pode usar apenas óleo de cozinha ou um produto específico para lustrar móveis de MDF.

Como limpar móveis estofados

Móveis estofados

Esses móveis são os que demandam maior atenção, pois são mais suscetíveis a manchas.

Se o estofado sujar com algum tipo de líquido, não espere, limpe o mais rápido possível, pois quanto mais tempo você esperar, mais difícil será de limpar.

Mas e aquelas manchas que já estão lá, como tirar?

Para tirar aquela sujeirinha insistente, misture uma xícara de água, uma xícara de álcool, uma xícara de vinagre de álcool e uma colher de sopa de bicarbonato de sódio.

É importante, porém, ficar atento às características do seu móvel, normalmente descritas na etiqueta.

  • W – limpeza com água e produtos como o detergente.
  • P – lavagem a seco com o uso de panos específicos.
  • O – limpeza com água fria.
  • F – lavagem a seco feita apenas por profissionais.

Não limpe os seus móveis estofados apenas quando a sujeira estiver visível, o ideal é limpá-los a cada três meses e, se você possuir animais de estimação, a recomendação é a cada dois meses.

Para a limpeza de rotina, primeiro aspire toda as partes do móvel, não se esquecendo dos cantinhos e dos vincos.

Depois, use alguma substância compatível com as características do seu móvel; a maioria costuma se dar bem com água, detergente neutro e um pouco de vinagre de álcool.

Se o seu móvel não possui mais etiqueta e você está em dúvida de que produtos pode usar, faça um teste. Pegue a sua mistura, passe em um local pouco visível do seu móvel e espere para ver a reação.

Depois de limpar o seu móvel, seque-o bem. Não convém deixá-lo úmido, pois isso intensifica a aparição de mofo.

Se puder, o ideal é, depois da limpeza, colocar o seu móvel no sol.

Como limpar móveis de couro

Móveis de couro

Antes de limpar o seu móvel de couro, aspire-o e, mais uma vez, não se esqueça dos cantinhos.

Os móveis de couro costumam ser fáceis de limpar, pois a sujeira tem dificuldade em aderir a esse material. Normalmente, um pano úmido com um pouco de detergente neutro dá conta de todas as sujeiras.

Caso algumas sujeiras persistam, você pode experimentar colocar um pouco de vinagre na mistura. Esse processo também funciona caso você queira eliminar algum cheiro desagradável que tenha ficado impregnado no seu móvel de couro.

Caso seu móvel de couro esteja com manchas de tinta ou pontos de mofo, você pode tentar aplicar álcool isopropílico com um cotonete e depois secar o local com um secador de cabelo.

Evite expor o seu móvel de couro à luz solar excessiva, pois isso pode fazer com que ele fique desbotado e rachado.

Para manter a saúde do seu móvel de couro é importante hidratá-lo com uma substância específica para esse material duas vezes por ano.

Mais em Live

Arquitetura
Função e benefícios do projeto paisagístico

Paisagismo (ou arquitetura da paisagem) é a disciplina que promove o planejamento, o projeto, a gestão e a manutenção de espaços externos. Por meio do uso de elementos naturais (em […]

Continue lendo
Arquitetura
World Trade Center São Paulo – QUE PRÉDIO É ESSE?

Fundado em 1995, o World Trade Center São Paulo é considerado o maior complexo de negócios da América Latina. Sua construção foi um marco para a cidade. Situado em área […]

Continue lendo
Arquitetura
Apartamentos para sonhar: superplantas pelo Brasil

Cinema, suíte com 220 m², sala de estar para funcionários e até vaga de estacionamento dentro da sala. Conheça extravagâncias e superplantas de apartamentos de luxo Brasil afora.   Adolpho Carlos […]

Continue lendo
Arquitetura
Suíte Vollard – QUE PRÉDIO É ESSE?

Se os planos da construção de um prédio giratório em Dubai impressionam, o que você dirá ao descobrir que o primeiro prédio giratório foi construído no Brasil e inaugurado em […]

Continue lendo
Arquitetura
8 dicas que você precisa saber antes de fazer uma reforma

Quando se quer reformar um apartamento, há dois caminhos possíveis: você pode contratar uma empresa especializada, como Decorati e Home Hero, para evitar  preocupações; ou você pode fazer da maneira […]

Continue lendo
Arquitetura
Casa das Rosas – QUE PRÉDIO É ESSE?

Na Avenida Paulista, a mais icônica de São Paulo, há uma lembrança do que foi o glorioso passado cafeeiro da cidade. A Casa das Rosas hoje abriga uma instituição ativa […]

Continue lendo