Como características regionais impactam os projetos nos diferentes estados brasileiros

O Brasil é um país com dimensões continentais. Apesar de compartilharmos muitos atributos, cada região e estado possuem suas próprias suas particularidades. O que impede que o mesmo projeto residencial replicado em diferentes estados obtenha o mesmo sucesso. 

Fernando Trotta, sócio proprietário da Pivô desenvolvimento imobiliário, empresa carioca, Gabriela Tourino, gerente de incorporação com experiência em Salvador e Natal e Thalles Zanela, analista de e-business em Porto Alegre, compartilharam conosco experiências e percepções sobre como as diferenças climáticas, legais e culturais impactam o desenvolvimento imobiliário de cada região.

Barreiras legais e culturais

Para além das restrições legais, os traços e preferências de cada estado ditam a direção que o projeto deve tomar. Fernando Trotta, com experiência no Rio e em São Paulo ressalta as principais diferenças entre os dois públicos que, apesar de estarem próximos, possuem singularidades. Trotta diz que os cariocas valorizam muito mais a face norte, ou seja, o sol da manhã do que os paulistas. Mas, em contrapartida, não possuem a mesma objeção a banheiros sem ventilação natural. 

As diretrizes legais também indicam a direção dos dois mercados: “São Paulo aprovou no último Plano Diretor mudanças que encorajam a oferta de unidades pequenas e, em muitos casos, sem vaga de garagem. Houve lançamento de unidades de 10m², por exemplo, ao passo que no RJ, mesmo com o Novo Código de Obras aprovado, o tamanho mínimo de unidade se limita a 25m² e 25% das unidades precisam ter vaga, nos locais mais permissivos.”

Há dois anos a Vitacon lançava o que seria o menor apartamento da América Latina. Com pouco mais de 10m², a planta do Nova-Palmeiras Higienópolis acomoda um dormitório de casal, cozinha, banheiro e varanda.

Uma das opções de planta do Nova-Palmeiras Higienópolis, da Vitacon
Perspectiva interna do Nova-Palmeiras Higienópolis

Ainda sobre as unidades super reduzidas, Gabriela diz que o modelo não tem o mesmo sucesso na região nordeste do país: “Um conceito muito forte, principalmente atualmente em SP, que não é muito aplicado em Salvador são as unidades pequenas. Tendo como concepção o empreendimento com estrutura comum para atender o público single e reduzindo o tamanho das áreas privativas”  E completa: Até existem alguns empreendimentos pontuais, mas nem todos foram bem vendidos e aparentemente não tem tanto público para esta demanda.”

Mas não é só isso que o mercado do nordeste tem dificuldade em implementar:”O modelo construtivo de alvenaria estrutural, apesar de ter sido bem vendido onde aplicado, ainda não é muito conhecido pelo público do Norte e Nordeste (falo pelas cidades que atuei: Salvador, Natal, São Luís e Belém), por isso às vezes há resistência na sua aplicação. Assim como no uso do drywall, que não é tão usual até atualmente.”  

Churrasqueira na sala e a tradição do povo gaúcho

No sul do país, Thales conta como o comportamento do povo gaúcho impacta o desenvolvimento de projetos residenciais na região:  “O povo gaúcho é mais fechado que o restante do Brasil. É um povo bairrista. Por isso, quando se trata de inovação no mercado imobiliário, os gaúchos são sempre os cobaias. Se o povo gaúcho aderir, provável que as outras regiões do Brasil sigam essa tendência”.

Como prova de que existem características irreplicáveis em outras regiões, Thales conta como os gaúchos valorizam a churrasqueira inclusive, dentro da sala: “ Fazendo um gancho com a questão bairrista do Rio Grande do Sul, é interessante citar que todos (TODOS) os empreendimentos residenciais bandeira Cyrela que lançamos aqui nos últimos anos possuem churrasqueira no apartamento ou na infraestrutura do condomínio. E vamos além, nos casos em que a churrasqueira fica localizada dentro do apartamento, a ideia é sempre tentar deixá-la o mais próximo possível da sala de estar, de maneira que o assador não fique isolado dos seus convidados enquanto estiver com a mão na massa.”

Prime, da Cyela, localizado em Porto Alegre trás churrasqueira dentro do apartamento ao lado da sala de estar.
Perspectiva interna do Prime, da Cyrela

Quebra de paradigmas

Segundo Thales, por sua característica tradicional, alguns experimentos implementados com sucesso na região sul tornaram-se modelos para o resto do país: “Se o povo gaúcho aderir, provável que as outras regiões do Brasil sigam esta tendência. Nesta linha, servimos de “cobaia” para o Medplex, um complexo de saúde pensado para profissionais de saúde, que posteriormente este modelo de negócio veio a ser lançado em Curitba, Belo Horizonte, Campinas e São Paulo, sendo sucesso de vendas em todas cidades.” 

Medplex, modelo testado e aprovado em Porto Alegre foi replicado em BH, Campinhas, Curitiba e São Paulo.
Medplex, em Porto Alegre

Mais recentemente, aconteceu em Porto Alegre o lançamento do Vintage Senior Residence, um empreendimento projetado para pessoas da terceira idade, adaptado para suprir a necessidade deste público e com gestão de saúde para os moradores integrada ao condomínio.

Gabriela Tourinho destaca os condomínios clubes em Salvador, que geraram uma certa polêmica a serem lançados por sua quebra de paradigma para o público baiano: Le Parc da Cyrela; assim como o Greenville da PDG que lançou o conceito de bairro planejado e foi um dos pioneiros a imprimir diferenciais como automação e conceito de sustentabilidade para agregar valor ao produto, criando modelo para o mercado imobiliário baiano.

Le Parc. Projeto rompeu paradigmas na cidade de Salvador por sua grandiosidade e conceito.

Mais em Live

Arquitetura
Apartamentos para sonhar: superplantas pelo Brasil

Cinema, suíte com 220 m², sala de estar para funcionários e até vaga de estacionamento dentro da sala. Conheça extravagâncias e superplantas de apartamentos de luxo Brasil afora.   Adolpho Carlos […]

Continue lendo
Arquitetura
Suíte Vollard – QUE PRÉDIO É ESSE?

Se os planos da construção de um prédio giratório em Dubai impressionam, o que você dirá ao descobrir que o primeiro prédio giratório foi construído no Brasil e inaugurado em […]

Continue lendo
Arquitetura
8 dicas que você precisa saber antes de fazer uma reforma

Quando se quer reformar um apartamento, há dois caminhos possíveis: você pode contratar uma empresa especializada, como Decorati e Home Hero, para evitar  preocupações; ou você pode fazer da maneira […]

Continue lendo
Arquitetura
Casa das Rosas – QUE PRÉDIO É ESSE?

Na Avenida Paulista, a mais icônica de São Paulo, há uma lembrança do que foi o glorioso passado cafeeiro da cidade. A Casa das Rosas hoje abriga uma instituição ativa […]

Continue lendo
Arquitetura
Você sabe o que é Retrofit?

Apesar de bastante recorrente no mercado imobiliário e na construção civil, o termo retrofit ainda gera muita confusão. Seria retrofit uma reforma? A restauração de um edifício? Conheça o que […]

Continue lendo
Arquitetura
Edifício Pátio Victor Malzoni - QUE PRÉDIO É ESSE?

Quem passa pela Faria Lima, em São Paulo, e vê o imponente Edifício Pátio Victor Malzoni com seu vão livre de mais de 40 metros de largura a 30 metros […]

Continue lendo