Veja a evolução das plantas de apartamentos nas últimas décadas

    Veja a evolução das plantas de apartamentos nas últimas décadas
    Vince

    Por Vince

    02 outubro 2015

      Compartilhar esse post

      Nas últimas décadas as plantas de apartamentos ficam menores e mais sociais

      Um levantamento feito pelo jornal O Globo, com exemplos reais de plantas de apartamentos, mostra que elas ficaram gradativamente menores e mais sociais.

      Uma tendência que se nota em todos os tipos de bairros, dos mais simples aos mais nobres.

      As plantas de apartamentos ficaram menores nos bairros mais simples, para caber no bolso dos compradores. Já nos bairros mais nobres, isso ocorreu devido à escassez de terrenos e à grande quantidade de pessoas querendo morar nessas regiões. Existem outros motivos, mas esses são os principais.

      Studio do Smart Vila Madalena

      Praticamente toda capital tem pelo menos um bairro com características “Manhattan”, onde podemos perceber mais claramente essa tendência. Em São Paulo é a Vila Olímpia e o Itaim, no Rio é Copacabana e Ipanema, em Recife é Boa Viagem, em Porto Alegre é a Bela Vista etc.

      Na verdade, essa é uma tendência mundial, inclusive em Paris, onde os grandes apartamentos antigos foram adaptados para ficarem menores ou o dono preferiu alugar os quartos, que chegam a ter menos de 10 m².

      Vamos ver como foi a evolução das plantas de apartamentos nas últimas 4 décadas. As metragens ao lado da década não são médias, são referências.

      Anos 70 – 100 m²

      Repare como a suíte tinha um papel importante, ocupando um enorme espaço do total do apartamento, tão grande quanto as salas. A área de serviço tinha que ser completa, com quarto de empregada e banheiro, e a varanda já era bem grande, com característica exclusiva de área para relaxamento.

      Curiosidade: repare que os banheiros ainda tinham bidê!

      Plantas de Apartamentos - Anos 70

      Anos 80 – 87 m²

      Nos anos 80, as plantas já começaram a diminuir e a separação das áreas íntimas (quartos) das áreas sociais (salas) começaram a ficar mais claras. Como até os anos 80 ter um quarto da empregada era um padrão, a maior parte dos apartamentos também tinham que ter entrada de serviço.

      Plantas de Apartamentos - Anos 80

      Anos 90 – 72 m²

      A partir dos anos 90, as mudanças começaram a ser mais radicais. Além do quarto de empregada ter se tornado inviável, a sala ficou menor e, em muitos casos, o espaço da mesa passou a ser para 4 pessoas e não para 6 ou mais. Com isso, a varanda ganhou importância e passou a ter função social, um ótimo apoio à sala ao receber amigos.

      Plantas de Apartamentos - Anos 90

      Anos 2000 – 73 m²

      Dos anos 90 para os anos 2000, houve pouca mudança no tamanho dos apartamentos, mas eles começaram a ficar mais sociais, com varandas maiores totalmente integradas às salas.

      Os métodos construtivos evoluíram, possibilitando flexibilidade de planta em praticamente todos os apartamentos e foi nessa época que a cozinha americana se popularizou, integrando a cozinha à sala.

      Plantas de Apartamentos - Anos 2000

      Anos 2010 – 59 m²

      A partir de 2010, a diminuição das plantas de apartamentos começou a acelerar devido ao programa como o Minha Casa Minha Vida, que multiplicou a quantidade de apartamentos populares em todo o Brasil e ao grande número de Studios lançados em todos os tipos de bairros, como o Timelife na Barra Funda, o Smart Santa Cecília no Centro e o Forma Itaim no Itaim Bibi.

      Isso resultou em plantas mais compactas, que precisam ser combinadas com móveis planejados para otimizar ao máximo cada espaço, como a sala de jantar no exemplo abaixo. Além disso, a cozinha ficou menor, afinal, o tempo para cozinhar também ficou mais escasso.

      Plantas de Apartamentos - Anos 2010

      Anos 2020 – 47 m²

      O ano de 2020 chegou e já podemos observar quais serão as tendências para as plantas de apartamentos nos próximos anos.

      A vida cada vez mais fora de casa tornou as plantas mais enxutas e os limites mais indefinidos. As plantas apresentam menos paredes divisórias, com uma maior integração entre os ambientes, com uma procura cada vez maior pelos apartamentos studios, onde todos os ambientes são integrados, com exceção do banheiro.

      Em contrapartida, os prédios disponibilizam cada vez mais ambientes sociais, para suprir essa diminuição de espaço, como locais para receber os amigos, fazer um jantar, se exercitar e etc.

      Planta do studio do Downtown Nova República
      Planta do studio do Downtown Nova República

      Quer relatar sobre algum erro?

      Avise a gente

      LEIA TAMBÉM
      Posts relacionados
      News do Live

      Cadastre-se grátis e aproveite nossos conteúdos sobre arquitetura, decoração, mercado imobiliário e mais.

      Seu melhor e-mail