Prédio da FIESP – QUE PRÉDIO É ESSE?

O Prédio da Fiesp, que se reinventa desde 1979, deslumbra quem passa pela Av. Paulista

O Prédio da FIESP surgiu em um concurso nos anos 70 que tinha como objetivo escolher o projeto mais inovador com capacidade de reunir características expressivas capazes de transformá-lo em uma referência.

Uma época muito inspiradora para a Av. Paulista, que tinha acabado de ganhar o MASP de presente, em 1968.

Inaugurado em 1979, o Prédio da FIESP passou a ser aquele tipo de projeto que chama a atenção por seu formato único. Quem passa pela primeira vez na Avenida Paulista dificilmente deixa de notar.

Prédio da FIESP, visto da Avenida Paulista

O que mais chama a atenção, para quem o vê de fora, é a progressão dos andares em direção ao topo em formato de pirâmide – aspecto estético e ao mesmo tempo funcional por garantir maior entrada de luz dos andares mais baixos.

Na verdade, Prédio da FIESP é apenas um nome popular, porque ali, por todos os 16 andares, também estão as sedes da CIESP, SESI-SPSENAI-SP, Instituto Roberto Simonsen e diversos sindicatos filiados.

O 1º Rejuvenescimento

Em 1998, o prédio passou por uma reformulação, que conferiu nova estrutura ao piso térreo. A assinatura dessa segunda fase do projeto é do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. Um dos marcos dessa intervenção foi a recuperação da distância original entre o asfalto automotivo e a entrada principal do prédio na Avenida Paulista. Para isso, o arquiteto fez um “corte” da laje do pavimento superior ao passeio público e recuou a laje inferior onde hoje está situado o Centro Cultural FIESP.

Acesso pela Avenida Paulista

Arte no Prédio da FIESP

O terreno tem acesso tanto pela Av. Paulista quanto pela Alameda Santos. No acesso da Alameda Santos, há um mosaico de 515 m² assinado pelo paisagista e arquiteto Roberto Burle Marx (1909-1994), famoso especialmente pelo Parque Burle Marx, na região do Morumbi. O trabalho foi feito em parceria com o também arquiteto e paisagista Haruyoshi Ono.

Arte de Burle Marx no Prédio da FIESP

Aproveitando o desnível entre as duas vias, o projeto incluiu quatro andares para garagem e o Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso, composto pela Galeria de Arte do Sesi-SP, o Teatro do Sesi-SP e o Espaço Mezanino, ambientes que oferecem uma intensa e diversificada programação cultural, que inclui espetáculos teatrais, de dança, shows, exibições de filmes, exposições artísticas e de caráter multimídia.

Centro Cultural FIESP - Ruth Cardoso

Conheça a ampla agenda cultural, composta de peças de teatro, cinema, música, exposições, dança, projetos especiais e muito mais!

O 2º Rejuvenescimento

Inaugurada em dezembro de 2012, a tempo de iluminar o Natal da cidade, o Prédio da FIESP mais uma vez inovou ao criar a Galeria Digital, que é uma plataforma de transmissão de obras interativas em movimento e estáticas na fachada.

Na época, pouco se falava em fachadas interativas no Brasil e hoje já existem outros excelentes exemplos como o WZ Hotel, na Rebouças, que muda de cor de acordo com a qualidade do ar e a intensidade dos sons.

De acordo com a agente de Atividades Culturais do Sesi-SP, Luciana Paulillo, o sistema da fachada da FIESP é acionado por meio de um computador que transmite as imagens para a Galeria formada por lâmpadas de LED.

Prédio da FIESP com bandeira do Brasil durante as manifestações

Fachada interativa do Prédio da FIESP

Prédio da FIESP em destaque à noite com sua fachada interativa

De modo geral, os vídeos interativos são exibidos até as 22h. Já aqueles que ficam passando de modo ininterrupto ficam no ar até as 6h.

Mais em Live

Arquitetura
ONGs que criam moradias e condições para viver melhor

Nós do Live temos o lema “More bem, viva melhor”, mas e as pessoas que sequer possuem onde morar? O Brasil tem 15 milhões de pessoas vivendo em situação de […]

Continue lendo
Arquitetura
Para ganhar espaço e ver o mundo - Quando a janela rouba a cena

A janela! Pode ser um item corriqueiro, muitas vezes despercebido, mas já inspirou milhares de canções (você vai se lembrar de alguma). Se observadas do ponto de vista poético, as […]

Continue lendo
Arquitetura
Loft, studio, kitnet… O que caracteriza cada tipo de apartamento?

O mundo do mercado imobiliário pode ser um pouco confuso para quem está começando a busca por um imóvel. Muitos termos utilizados com frequência não ficam muito claros para quem […]

Continue lendo
Arquitetura
Ohtake Cultural - QUE PRÉDIO É ESSE?

Em 2001 a cidade de São Paulo ganhou um ícone inconfundível. Até hoje, as cores e formas do Ohtake Cultural instigam e despertam a curiosidade transeuntes. É possível que você […]

Continue lendo
Arquitetura
Desvende de uma vez por todas a certificação LEED

Talvez você já tenha lido ou ouvido esse nome em algum lugar. Você sabe que é uma coisa boa, porque é relacionado a sustentabilidade, mas não entende direito quem concede […]

Continue lendo
Arquitetura
Desmistificado: Fachadas de vidro em residenciais

O uso do vidro na arquitetura é uma prática bem antiga. No Renascimento, quando era um material caríssimo, ele foi usado na construção de residências para mostrar poder e status […]

Continue lendo