Portabilidade do financiamento imobiliário

A taxa Selic está em seu menor nível histórico, o que reflete nos juros do financiamento imobiliário e pode significar um ótimo momento para realizar a portabilidade do financiamento e aproveitar os juros baixos. Vamos analisar a situação para entender melhor.

Por que a taxa Selic baixa significa juros baixos?

A taxa Selic serve de referência para o retorno de diversos investimentos, como o investimento no tesouro direto, por exemplo, que nada mais é do que emprestar dinheiro para o governo a uma taxa de juros definida pela taxa Selic. 

Essa é uma modalidade de investimento muito segura, visto que o governo sempre terá dinheiro para pagar o empréstimo, diferentemente do empréstimo para o financiamento imobiliário, em que a pessoa que financiou o imóvel pode passar por dificuldades financeiras e não conseguir pagar o empréstimo. Por isso, os juros do financiamento imobiliário serão, praticamente sempre, maiores do que a taxa Selic, pois o banco só vai concordar em correr um risco maior com o empréstimo se a recompensa para ele também for maior.

Assim, quando a taxa Selic cai, esses investimentos super seguros, como o tesouro direto, deixam de ser tão rentáveis, e os bancos procuram outras formas de empréstimo que possam lhe dar um retorno maior. Uma delas é o empréstimo para o financiamento imobiliário; e para atrair mais clientes eles baixam a taxa de juros.

Financiamento imobiliário com taxas de juros atreladas à inflação

Outra mudança é que, recentemente, alguns bancos, como a Caixa, disponibilizaram o financiamento imobiliário com a taxa de juros atrelada à inflação, em vez  da taxa de juros atrelada à taxa referencial (TR), algo que pode ser aproveitado também na portabilidade do financiamento.

Embora possa parecer uma opção atrativa no curto prazo, financiamentos imobiliários são compromissos de longo prazo. Se o seu está no final pode ser uma alternativa interessante, mas, caso contrário, não é recomendada essa mudança, pois diversos fatores podem influenciar a inflação e você não quer tornar a taxa de juros de seu financiamento vulnerável dessa forma.

Como realizar a portabilidade do financiamento imobiliário?

Basta entrar em contato com outra instituição financeira e realizar um novo empréstimo financiado. O novo banco vai quitar a sua dívida com o banco antigo e estipular parcelas para você quitar esse novo financiamento, sob um regime de taxa de juros atualizado.

Quando essa negociação acontece, o banco com o qual você deseja financiar entra em contato com o banco responsável pelo seu atual financiamento. Nesse momento, é provável que ele entre em contato com você para oferecer as melhores condições para o seu financiamento, cabendo a você decidir quais propostas mais lhe agradam.

Um ponto importante é que a portabilidade do financiamento pode ser realizada com imóveis que já estão prontos; no caso de imóveis na planta ou em construção o banco pode se negar a realizar a portabilidade.

Vale a pena fazer a portabilidade do financiamento imobiliário?

Esse fato precisa ser analisado caso a caso. Embora o refinanciamento provavelmente conceda taxas de juros inferiores, existem outros custos, como as despesas com documentação e uma nova avaliação do imóvel que precisará ser realizada, por isso é importante avaliar o custo efetivo total antes de realizar essa transição.

Caso você tenha feito o financiamento imobiliário quando os juros giravam em torno de 10%, provavelmente essa é uma opção vantajosa para você.

Essa estratégia também é válida para aqueles que querem aumentar o tempo do financiamento. Ao realizar a portabilidade do financiamento imobiliário é possível negociar um prazo mais longo, com parcelas menores, porém pagas por mais tempo. 

Mais em Live

Ebook Busca e Aquisição de Imóvel: A Jornada

Quer comprar um imóvel e não sabe por onde começar? Separamos um conteúdo especial para te ajudar nessa jornada!

Quero baixar
Campos do Jordão
Cidade-se
O que fazer em Campos do Jordão

O conhecido destino invernal Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira, é o lugar ideal para aquela escapada de final de semana, ou até mesmo para passar as férias. A […]

Continue lendo
MASP
Arquitetura
José Carlos de Figueiredo Ferraz – Biografia e obras

Natural de Campinas, interior de São Paulo, José Carlos de Figueiredo Ferraz foi um conceituado engenheiro, formado em 1940 pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Depois de […]

Continue lendo
Você Apto
Habite-se: o que é, como funciona e como tirar esse documento

Adquirir ou reformar um imóvel são atividades complexas. Muitas vezes, elas envolvem detalhes que os proprietários não conhecem ou não sabem como acompanhar. É o caso do habite-se, por exemplo. […]

Continue lendo
Dentro de Casa
Como alegrar sua casa durante a quarentena

Apesar da reabertura de comércio em algumas cidades, eventos culturais, shows e festas foram cancelados. A orientação é permanecer em casa. Porém, depois de tantos dias, esse ambiente pode começar […]

Continue lendo
Você Apto
Portabilidade do financiamento imobiliário

A taxa Selic está em seu menor nível histórico, o que reflete nos juros do financiamento imobiliário e pode significar um ótimo momento para realizar a portabilidade do financiamento e […]

Continue lendo
Arquitetura
Casa do futuro – Como será?

O mundo atual está cada vez mais conectado e integrado. A tecnologia é a nossa maior aliada para ajudar em todas as questões da vida, estando presente em nossas atividades […]

Continue lendo