Por que os anúncios imobiliários nem sempre divulgam preço?

A internet já é parte fundamental no processo de busca e compra de imóveis. Poder pesquisar, conhecer e comparar as opções disponíveis no mercado a um toque do celular é um grande avanço e ganho para todos os lados. Porém, algumas particularidades dessa ferramenta ainda causam confusão.

Porque os anúncios de imóveis nem sempre divulgam o preço?

Há algumas razões. Felipe Aiello, diretor comercial da Direcional Incorporadora, explica o por que isso acontece e como o consumidor pode usar isso a seu favor.

Aiello explica que, antes de tudo, a ancoragem de valor não é uma estratégia eficiente para as incorporadoras: “Se um empreendimento, por exemplo, vender 70% das unidades no lançamento, é natural que a empresa queira aumentar o valor dos 30% que restam.”

Essa simples regra de mercado já explicaria o por que das empresas não anunciarem preços.

Porém, há outros pontos importantes que explicam porque os preços podem variar bastante e, em alguns casos, possibilitar maiores descontos.

Para o comprador de imóveis, é importante entender o outro lado, porque, na prática, se as possibilidade de desconto são grandes, será que ao informar o preço, a construtora estaria informando ou desinformando?

Variáveis físicas dos aptos

Singularidades e características únicas como vista, altura e orientação solar fazem com que haja variação de preço entre apartamentos do mesmo empreendimento.

É sabido que a orientação solar interfere diretamente na qualidade e conforto do imóvel, por isso, a prumada (face sul, norte, leste ou oeste) do apartamento pode ser uma variante no valor final. “Posição da torre (perto da piscina, playgrounds, vista da sacada, lado mais barulhento, vizinho, etc…) e pavimento também podem fazer o valor variar muito” completa Felipe.

Variáveis financeiras

Quando o empreendimento está em construção, o valor final do imóvel pode variar também de acordo com a forma de pagamento. Normalmente, o que mais pesa e joga a favor do comprador é o valor de entrada.

Quanto mais ele puder dar no ato, maior seu poder de negociação e chances de conseguir um desconto.

A negociação aliás, é a maior vantagem do cliente que não vê o valor divulgado no anúncio. Felipe explica: ”Quando se coloca preço, geralmente não se deixa margem relevante e consequentemente o cliente perde o poder de negociação”.

Dica do Vince

A busca e a comparação de imóveis na internet é sim uma incrível ferramenta no início da jornada de compra do seu apto. Porém, a conversa com o profissional de venda é parte essencial em uma compra consciente e satisfatória a longo prazo.

Só conversando você se aprofunda em detalhes importantes e conhece todas as implicações que interferem no valor final do imóvel.

Não tenha medo de iniciar a conversa sem um valor fechado, esteja aberto a conhecer opções e nunca deixe de usar a margem de negociação à seu favor.

Mais em Live

Arquitetura
ONGs que criam moradias e condições para viver melhor

Nós do Live temos o lema “More bem, viva melhor”, mas e as pessoas que sequer possuem onde morar? O Brasil tem 15 milhões de pessoas vivendo em situação de […]

Continue lendo
Arquitetura
Para ganhar espaço e ver o mundo - Quando a janela rouba a cena

A janela! Pode ser um item corriqueiro, muitas vezes despercebido, mas já inspirou milhares de canções (você vai se lembrar de alguma). Se observadas do ponto de vista poético, as […]

Continue lendo
Arquitetura
Loft, studio, kitnet… O que caracteriza cada tipo de apartamento?

O mundo do mercado imobiliário pode ser um pouco confuso para quem está começando a busca por um imóvel. Muitos termos utilizados com frequência não ficam muito claros para quem […]

Continue lendo
Arquitetura
Ohtake Cultural - QUE PRÉDIO É ESSE?

Em 2001 a cidade de São Paulo ganhou um ícone inconfundível. Até hoje, as cores e formas do Ohtake Cultural instigam e despertam a curiosidade transeuntes. É possível que você […]

Continue lendo
Arquitetura
Desvende de uma vez por todas a certificação LEED

Talvez você já tenha lido ou ouvido esse nome em algum lugar. Você sabe que é uma coisa boa, porque é relacionado a sustentabilidade, mas não entende direito quem concede […]

Continue lendo
Arquitetura
Desmistificado: Fachadas de vidro em residenciais

O uso do vidro na arquitetura é uma prática bem antiga. No Renascimento, quando era um material caríssimo, ele foi usado na construção de residências para mostrar poder e status […]

Continue lendo