Investir no mercado imobiliário sem comprar um imóvel, é possível?

Vimos que o mercado imobiliário está entrando em uma nova fase de crescimento e que este é um bom momento para investir em imóveis.

Muitos enxergam essa oportunidade e querem aproveitar ela, mas nem todos possuem o capital para comprar um imóvel integralmente.

Nesses casos, ainda é possível investir em imóveis?

A resposta é sim e esse investimento pode ser feito com menos do que você imagina, a partir de R$100,00.

Fundo Imobiliário (FII)

Esse é o destaque do momento, uma opção que tem sido cada vez mais procurada.

Um fundo imobiliário é parecido com um fundo de ações. A diferença é que, ao invés de investir em ações ele investe em imóveis, obviamente.

E você pode comprar uma cota de um fundo imobiliário, o que significa que você estará obtendo uma pequena parcela de todos os imóveis que o fundo possui.

Então, se esses imóveis valorizarem, a tendência é que a sua cota do fundo valorize junto.

Algumas cotas de fundos imobiliários podem ser compradas por valores inferiores a R$ 100,00. 

Veja uma lista de todos os fundos imobiliários na bolsa de valores aqui.

Além dos ganhos com a valorização da sua cota, você irá receber um valor mensal, para cada cota que possui.

Afinal os imóveis do fundo estão sendo alugados, e você como dono de uma pequena parte desses imóveis tem direito à parte do aluguel.

Uma grande vantagem desse cenário, é que esse valor mensal recebido é isento de imposto de renda para pessoa física. 

Empreste dinheiro para a construtora

Todos os anos os bancos registram grandes lucros, você já pensou em fazer o que eles fazem?

Agora você pode, através da CapRate você pode emprestar dinheiro para as construtoras.

Como estamos no início de uma nova fase de expansão, as construtoras precisam de dinheiro para criar seus novos projetos, mas agora, ao invés de pegar empréstimo com os bancos, elas podem pegar com você.

Veja o que diz o presidente da CapRate, Paulo Deitos:

“Entendemos que existem formas mais racionais de uso do funding imobiliário e que ele não necessariamente depende de instituições tradicionais, visto que elas não têm a adequação ideal para o financiamento das incorporadoras, gerando um custo relativamente alto na operação. E pelo outro lado, dos investidores, não existe o acesso a investimentos de alta rentabilidade. Ao eliminar o intermediário da instituição financeira e aproximar estas duas partes, conseguimos repassar o ganho que antes ficava com as instituições financeiras para o investidor.”

Essa é uma forma de investimentos com baixo risco, pois possui prazo e rentabilidade predeterminados, ou seja, você investe já sabendo quanto e quando irá receber.

Na operação que foi estruturada para a Vitacon, você pode calcular quanto o seu investimento irá render nessa calculadora.

Um grande diferencial é que os investimentos começam a partir de R$ 1 mil, facilitando para muitos o investimento no mercado imobiliário.

Crowdfunding de imóveis?

Exatamente, esse é um outro modo de investir que busca tornar mais acessível o investimento em imóveis.

Através da Urbe.me você pode adquirir uma porcentagem de um empreendimento imobiliário que está sendo construído e posteriormente lucrar, junto com a construtora, quando chegar a hora de vender.

É importante salientar que uma captação é realizada para comprar uma porcentagem do empreendimento como um todo, não unidades específicas.

Caso o valor mínimo da captação não seja atingido, aqueles que já investiram receberão o valor de volta, diretamente em suas contas.

“Trabalhamos com prazos de vencimento de 24 a 48 meses e rentabilidades alvo em torno de 200% do CDI.” Lucas Obino, fundador da Urbe.me.

Nesse modelo o investimento inicial também é de R$ 1 mil.

Mais em Live

Arquitetura
8 dicas que você precisa saber antes de fazer uma reforma

Quando se quer reformar um apartamento, há dois caminhos possíveis: você pode contratar uma empresa especializada, como Decorati e Home Hero, para evitar  preocupações; ou você pode fazer da maneira […]

Continue lendo
Arquitetura
Casa das Rosas – QUE PRÉDIO É ESSE?

Na Avenida Paulista, a mais icônica de São Paulo, há uma lembrança do que foi o glorioso passado cafeeiro da cidade. A Casa das Rosas hoje abriga uma instituição ativa […]

Continue lendo
Arquitetura
Você sabe o que é Retrofit?

Apesar de bastante recorrente no mercado imobiliário e na construção civil, o termo retrofit ainda gera muita confusão. Seria retrofit uma reforma? A restauração de um edifício? Conheça o que […]

Continue lendo
Arquitetura
Edifício Pátio Victor Malzoni - QUE PRÉDIO É ESSE?

Quem passa pela Faria Lima, em São Paulo, e vê o imponente Edifício Pátio Victor Malzoni com seu vão livre de mais de 40 metros de largura a 30 metros […]

Continue lendo
Arquitetura
Edifício Gazeta - QUE PRÉDIO É ESSE?

Figurinha carimbada nos marcos da capital paulistana. Quem nunca passou pelo Edifício Gazeta quando está dando aquela voltinha pela Paulista e se perguntou: que prédio é esse? Você conhece a […]

Continue lendo
Arquitetura
ONGs que criam moradias e condições para viver melhor

Nós do Live temos o lema “More bem, viva melhor”, mas e as pessoas que sequer possuem onde morar? O Brasil tem 15 milhões de pessoas vivendo em situação de […]

Continue lendo