Financiamento para reforma: entenda como funciona

    Financiamento para reforma: entenda como funciona
    Beatriz Dilascio

    Por Beatriz Dilascio

    01 novembro 2021

    Reformas são sempre complicadas, ainda mais quando falta orçamento para realizá-las. É quando o financiamento para reforma se torna uma opção para garantir que a sua reforma poderá acontecer.

    Porém, muitas pessoas ainda têm dúvida na hora de pedir um financiamento para reforma por não saberem como funciona nem como escolher a melhor opção dentre todas que estão disponíveis.

    Por isso, separamos uma matéria completa para você não ter dúvidas ao solicitar o seu financiamento para reforma. 

    O que é um financiamento?

    O primeiro ponto, muito importante, é entender o que é um financiamento. O financiamento é uma modalidade de crédito que possibilita a compra de um produto ou um serviço.

    Uma instituição credora possibilita essa compra para a pessoa interessada, a qual pagará esse financiamento cedido pela instituição em parcelas, sobre as quais incidem juros e taxas. 

    Mão segurando uma canela e realizando uma conta na calculadora simbolizando a conta do valor das parcelas juntamente com as taxas de juros.
    Calcule bem quanto ficarão as parcelas já com as taxas de juros incidentes, para que o financiamento não comprometa seu orçamento. Fonte: Pinterest

    É muito parecido com um empréstimo, porém a diferença é que no financiamento os recursos são liberados para um fim específico, já o empréstimo pode ser utilizado de acordo com as necessidades da pessoa que o solicitou.

    Como funciona o financiamento para reforma?

    Ele é voltado para pessoas que estão reformando ou construindo um imóvel. Porém, reformas que incluem projetos de arquitetura e de paisagismo têm um custo mais elevado com mão de obra e planejamento, os quais não são cobertos pelo financiamento.

    O financiamento é feito pelas instituições com taxas de juros mais baixas do que as de um crédito pessoal e ele pode cobrir até 100% do valor que corresponde à obra. 

    Como conseguir financiamento para reforma?

    O principal ponto considerado por estas instituições antes de liberarem o financiamento é se a pessoa que o solicitou é realmente o proprietário do imóvel, pois o crédito não pode ser liberado para terceiros.

    Outro ponto para se atentar é que a pessoa que solicitar o empréstimo não pode ter outro imóvel na região em que mora ou irá morar. 

    Lembrando que cada instituição tem suas próprias regras para a liberação do financiamento para reforma. 

    Vale mesmo a pena fazer um financiamento para reforma?

    Aqui o mais importante a se pensar é o que valerá a pena para você, e se o valor mensal das parcelas cabe em seu orçamento. 

    Caso você não consiga arcar com os custos de uma reforma paga à vista, o financiamento pode ser uma ótima opção, isso porque acumular parcelas em diferentes lojas e com prestadores de serviços podem gerar dívidas. 

    O financiamento possibilita uma redução de custos a longo prazo e com ele você pode controlar melhor o seu orçamento na hora da reforma. 

    Caixinha de madeira com dinheiro dentro simbolizando que o financiamento para reforma possibilita uma redução de custos a longo prazo.
    O financiamento para reforma possibilita uma redução de custos a longo prazo. Fonte: Pinterest

    Entretanto, o melhor a se fazer é pesquisar todas as modalidades e as diferenças de crédito, bem como qual será o valor a ser pago, que é o Custo Efetivo Total da operação.

    Uma dica legal é: faça simulações com os agentes financeiros e tire todas as suas dúvidas antes de fechar o financiamento.

    Vantagens de fazer um financiamento para reforma

    Você pode conseguir um valor alto com o financiamento, que poderá garantir toda a sua reforma, tanto com a obra quanto com os materiais que você utilizará. 

    Lembrando que o valor liberado será de acordo com o perfil financeiro da pessoa que o solicitou. 

    Outra vantagem envolve as condições de pagamento que o financiamento proporciona, pois as taxas de juros são menores do que as dos cartões e do cheque especial. Concede também prazos mais longos de pagamento e, caso você consiga realizar o pagamento à vista, negociar um desconto fica muito mais fácil.

    Desvantagens de fazer um financiamento para reforma 

    Uma das desvantagens de solicitar um financiamento para reforma é que o crédito liberado para você fica restrito somente aos custos da reforma e à mão de obra que será utilizada. 

    Itens para a decoração de sua casa podem não ser incluídos em algumas opções de financiamento para reforma.
    Itens para a decoração de sua casa podem não ser incluídos em algumas opções de financiamento para reforma. Fonte: Pinterest

    Não são todas as opções de financiamento que possibilitam a compra de utensílios domésticos e itens para decoração. Por isso, é importante considerar várias opções de financiamento para achar a que mais se adéqua às suas necessidades.

    Outra desvantagem é que caso você não se planeje bem antes de solicitar o crédito, isso pode virar uma bola de neve. Portanto, verifique quantas parcelas mensais você terá e qual o valor delas, para que você não perca o controle ou comprometa todo o seu orçamento.

    Financiamento para reforma na Caixa Econômica Federal

    Essa é uma das formas mais conhecidas de financiamento devido às propagandas governamentais do Construcard. Essa modalidade de empréstimo permite a compra de materiais de construção para sua obra. 

    O Construcard permite que você compre os materiais necessários para a construção de sua obra.
    O Construcard permite que você compre os materiais necessários para a construção de sua obra. Fonte: Pinterest

    Uma observação sobre esse financiamento é que o valor do crédito tem que ser feito em um cartão de débito Construcard e o seu gasto deve ser exclusivamente para a compra de materiais. 

    A compra dos materiais de construção deve ser feita apenas em lojas credenciadas pelo programa, assim o lojista recebe o valor à vista e você poderá pagá-lo para o banco em até 236 meses.

    Documentos necessários para solicitar o financiamento na Caixa

    Para realizar a solicitação do financiamento para reforma na Caixa Econômica Federal, você precisará levar ao banco os seguintes documentos:

    1. Seu RG e CPF;
    2. Comprovante de residência;
    3. Comprovante de renda;
    4. Registro do imóvel em nome do proprietário (que é quem deve solicitar o crédito);
    5. Documentos de alienação fiduciária de bem móvel, caso necessário.

    Financiamento para reforma no Bradesco

    No Bradesco, o financiamento para reforma é uma linha de crédito voltada para a compra de materiais de construção, o CDC Material de Construção. Ele permite que você faça compras de produtos e serviços de maneira parcelada. 

    O Bradesco oferece um prazo de pagamento de até 48 meses, e a taxa de juros é variável. Esse crédito liberado pelo banco é aceito em uma rede de lojas conveniadas de materiais de construção. 

    É liberado um valor a partir de R$ 500 com o IOF já incluído nas parcelas, com o pagamento da sua primeira mensalidade podendo ser feito em até 62 dias.

    Documentos necessários para solicitar o financiamento no Bradesco

    Para realizar a solicitação do financiamento para reforma no Bradesco, você precisará levar ao banco os seguintes documentos:

    1. Seu RG e CPF;
    2. Comprovante de residência;
    3. Comprovante de renda;
    4. Orçamento que comprove a prestação de serviço;
    5. Nota fiscal.

    Financiamento para reforma no Itaú

    No Itaú, quem é correntista do banco, sendo pessoa física, pode solicitar o financiamento. O pagamento pode ser feito em até 48 meses e a primeira parcela pode ser paga em até 90 dias.

    Para ter o financiamento do Itaú, você precisará ir ao banco com o orçamento da reforma para comprovar o serviço. Se, por acaso, você já tiver comprado os materiais necessários para suas obras, é preciso levar os comprovantes. 

    Financiamento para reforma no Banco do Brasil

    Já no Banco do Brasil, eles oferecem financiamento para materiais de construção e móveis planejados. As compras precisam ser de até R$ 50 mil e em estabelecimentos conveniados com o banco. 

    Nesses estabelecimentos conveniados, o pagamento pode ser feito em até 54 parcelas, sendo a primeira em até 180 dias.

    Em outros estabelecimentos, a compra também poderá ser feita, porém as parcelas são limitadas em até 48 vezes, com uma carência de 59 dias, e as compras precisam ser de, no máximo, R$ 10 mil, respeitando o limite de crédito que você possui no cartão.

    A contratação do financiamento para reforma é feita diretamente na loja, basta selecionar a opção de crediário nos cartões do Banco do Brasil. 

    Outras possibilidades para realizar sua reforma

    Pode ser que o financiamento para reforma não seja a melhor opção para você, e não tem problema, isso porque existem outras formas para realizar a sua reforma. Confira!

    Posso utilizar o FGTS para realizar minha reforma?

    Não é possível utilizar o FGTS para fazer qualquer reforma. O valor do seu FGTS pode ser utilizado apenas para construções em terreno próprio ou em aquisições de terrenos em construção. 

    O FGTS é uma opção de crédito que não pode ser utilizada em qualquer reforma, porém é ideal para quem prefere sacar uma quantia e utilizá-la.
    O FGTS é uma opção de crédito que não pode ser utilizada em qualquer reforma, porém é ideal para quem prefere sacar uma quantia e utilizá-la. Fonte: Pinterest

    O FGTS não pode ser utilizado em imóveis comerciais, imóveis rurais, compra de terrenos sem construção ao mesmo tempo, na compra de materiais de construção e em imóveis residenciais para famílias, dependentes ou outras pessoas. 

    Porém é possível utilizar uma parte de seu FGTS sacando uma determinada quantia e utilizando da forma que desejar. 

    Esse saque pode ser feito caso você esteja sem emprego por pelo menos três anos consecutivos, quando se é demitido sem ser por justa causa, no mês do seu saque de aniversário e no mês em que cada um está autorizado a fazer o pedido, de acordo com as políticas de saque estabelecidas pelo governo federal. 

    Home equity

    Você conhece o home equity? Ele é um termo em inglês, que significa empréstimo com garantia de imóvel. Basicamente, você apresenta um imóvel que está quitado e em seu nome e a instituição financeira assegura o pagamento das parcelas de seu empréstimo. 

    Dessa forma, é possível conseguir um crédito com taxas de juros menores que outras modalidades, e como quem solicita o crédito possui uma garantia de pagamento, diminuem as chances de inadimplência.

    Uma vantagem incrível do home equity é que você pode utilizar o valor da forma que desejar, portanto você poderá utilizá-lo para realizar a reforma por completo.

    A contratação pode ser feita tanto para pessoa física quanto para pessoa jurídica, a única exigência, como falamos anteriormente, é que tenha um imóvel quitado e em seu nome. 

    Gosta de matérias como esta e quer saber mais sobre financiamentos? Confira esse post incrível que fizemos sobre crédito imobiliário!

    Categorias
    Beatriz Dilascio
    Conteúdo criado por:Beatriz Dilascio
    Arquiteta apaixonada por arte e decoração, sempre buscando por inovações e aprender cada dia mais.

    Quer deixar um comentário ou relatar algum erro?

    Avise a gente
    Onde você deseja morar?More bem, viva melhor
    BUSCAR
    Logo Apto Branco
    LEIA TAMBÉM
    Posts relacionados
    News do Live

    Cadastre-se grátis e aproveite nossos conteúdos sobre arquitetura, decoração, mercado imobiliário e mais.

    Seu melhor e-mail