Edifício Joelma – QUE PRÉDIO É ESSE?

O Edifício Joelma foi construído para trazer novos ares à arquitetura do Centro de São Paulo, mas essa proposta durou pouco mais de 3 anos, até o incêndio de 1974

Localizado em um ponto estratégico no Centro de São Paulo, no encontro da Av. 9 de Julho com a Av. Vinte Três de Maio, o Edifício Joelma é um prédio que tem muita visibilidade.

Talvez você não o conheça, mas muito provavelmente já viu. É o prédio amarelo em frente ao Terminal Bandeira.

Até meados dos anos 50, o Centro de São Paulo recebeu diversos prédios bonitos, que vieram após o Edifício Martinelli. Depois disso, a paisagem do Centro foi se completando com prédios sem graça, feitos sem muita inspiração.

Foi nessa época que o Edifício Joelma foi projetado, com o objetivo de dar um tom mais moderno para o Centro, indo na contramão do comum.

São 2 torres unidas lado a lado, aproveitando o terreno triangular da esquina. Cada torre tem traços fortes, criando muita personalidade e modernidade, principalmente se considerarmos seu ano de inauguração, que foi em 1971.

Naquela época, o Edifício Joelma não era amarelo, ele tinha uma cor neutra. Após o incêndio, ele ficou 4 anos em restauração, com um padrão de segurança bem superior, mas ele nunca mais teve ocupação completa.

O Incêndio do Joelma

Em 1974, os 25 andares do Joelma eram ocupados pelo Banco Crefisul. No dia 1 de fevereiro, às 08:54 da manhã, um curto-circuito em um ar-condicionado no 12° andar deu início a um incêndio que rapidamente se espalhou pelo prédio.

O incêndio realmente ganhou grandes proporções em questão de minutos, principalmente porque naquela época era comum os escritórios terem divisórias, móveis de madeira, pisos com carpetes, cortinas de tecido e forros internos de fibra sintética, condição que contribuía para o alastramento das chamas.

O fogo cresceu tanto chegou atingir 100º C, causando 188 mortes.

Em 2014, nos 40 anos do incêndio, o UOL preparou um infográfico que resume bem.

Os bombeiros tentaram de tudo, mas era um fogo invencível. Tentaram apagar o fogo a partir de diversos pontos.

Tentaram e conseguiram salvar muitas pessoas com ajuda de escadas, mas não era possível chegar nos andares mais altos.

O Exército também ajudou com helicópteros e conseguiram resgatar as pessoas que chegavam à cobertura. Ao lado da torre havia tanta fumaça e o calor era tão forte, que os helicópteros não tinham como se aproximar.

Em cerca de 30 minutos, o fogo já tinha tomado praticamente todo o prédio.

Tudo ao redor parou, o trânsito e as pessoas que passavam e trabalhavam por ali.

O tempo foi passando e as pessoas ficaram encurraladas. Algumas decidiram pular do Edifício Joelma.

Após esse dia, o Edifício Joelma provocou grandes mudanças na segurança predial da capital paulista.

O Edifício Joelma é amaldiçoado?

Só o incêndio de 1974 com as 188 mortes já seriam motivo suficiente para alguém acreditar nisso, mas essa é só uma parte da história.

Antes da construção do Joelma, havia uma casa no mesmo terreno, cujo dono era Paulo Ferreira de Camargo, um professor de química orgânica da Universidade de São Paulo (USP). Em 1948, ele matou a tiros a mãe e duas irmãs, jogando os corpos em um poço que construiu dias antes no quintal da casa.

Segundo a versão do professor, seus familiares morreram em um acidente de automóvel durante uma viagem ao Paraná. O relato, porém, não convenceu a polícia, que, ao investigar o caso acabou descobrindo os corpos jogados no poço. Ao perceber que havia sido descoberto, Paulo foi até o banheiro e cometeu suicídio, dando um tiro contra o peito.

Além das mortes de Paulo, da mãe dele e das duas irmãs, o crime do poço ainda deixou uma vítima indireta, já que um dos bombeiros que participaram do resgate dos corpos morreu dias depois por infecção cadavérica.

Eita!

Hoje – O Centro de São Paulo e o Edifício Joelma

O Centro de São Paulo está se renovando e se valorizando, inclusive os prédios mais antigos. Segundo o site Buildings, mesmo com todos os contratempos do Joelma, ele tem seguido a evolução do preço mensal do aluguel de escritórios do Centro de São Paulo.

Esse tipo de evolução é resultado de uma série de fatores. Os principais são:

  • Incentivos da Prefeitura, com iniciativas como a Operação Urbana Centro;
  • Ótima infraestrutura ao redor, principalmente de Metrô;
  • Baixos preços, comparados com outras regiões de São Paulo;
  • Novos empreendimento imobiliários, rejuvenescendo a região;
  • Novos projetos culturais na região.

Ali ao lado do Joelma, a Red Bull abriu o Red Bull Station, que é um espaço gratuito, com 5 andares e estúdios completos para músicos criarem. De vez em quando ainda acontece uns shows.

Red Bull Station

O mercado imobiliário também tem contribuído nessa nova fase do Centro de São Paulo. Recentemente foram lançados 2 empreendimentos próximos ao Joelma. O BKS Santo Antônio e o InSPired in São Paulo.

O BKS Santo Antônio, da BKO, tem uma fachada bem moderna, com iluminação LED utilizando cores vivas e um grande grafite na parte oposta da torre. Os apartamentos são compactos e você pode até comprar o modelo decorado.

Apartamento BKS Santo Antonio - BKO

Já o InSPired in São Paulo, da Cyrela, tem apartamentos studio com boas varandas e infra para ar-condicionado, em uma torre com fachada charmosa, com elementos xadrez.

A região está mudando e o Edifício Joelma também, que agora passou a se chamar Edifício Praça das Bandeiras. Que seu amarelo reflita a alegria e a energia do Centro de São Paulo.

Mais em Live

Arquitetura
Edifício Pátio Victor Malzoni - QUE PRÉDIO É ESSE?

Quem passa pela Faria Lima, em São Paulo, e vê o imponente Edifício Pátio Victor Malzoni com seu vão livre de mais de 40 metros de largura a 30 metros […]

Continue lendo
Arquitetura
Edifício Gazeta - QUE PRÉDIO É ESSE?

Figurinha carimbada nos marcos da capital paulistana. Quem nunca passou pelo Edifício Gazeta quando está dando aquela voltinha pela Paulista e se perguntou: que prédio é esse? Você conhece a […]

Continue lendo
Arquitetura
ONGs que criam moradias e condições para viver melhor

Nós do Live temos o lema “More bem, viva melhor”, mas e as pessoas que sequer possuem onde morar? O Brasil tem 15 milhões de pessoas vivendo em situação de […]

Continue lendo
Arquitetura
Para ganhar espaço e ver o mundo - Quando a janela rouba a cena

A janela! Pode ser um item corriqueiro, muitas vezes despercebido, mas já inspirou milhares de canções (você vai se lembrar de alguma). Se observadas do ponto de vista poético, as […]

Continue lendo
Arquitetura
Loft, studio, kitnet… O que caracteriza cada tipo de apartamento?

O mundo do mercado imobiliário pode ser um pouco confuso para quem está começando a busca por um imóvel. Muitos termos utilizados com frequência não ficam muito claros para quem […]

Continue lendo
Arquitetura
Ohtake Cultural - QUE PRÉDIO É ESSE?

Em 2001 a cidade de São Paulo ganhou um ícone inconfundível. Até hoje, as cores e formas do Ohtake Cultural instigam e despertam a curiosidade transeuntes. É possível que você […]

Continue lendo