Cidades inteligentes – O que esperar do futuro das cidades?

Cidades só podem se tornar realmente inteligentes por meio da informação, ou seja, para uma cidade ser considerada inteligente, é preciso saber o que se passa nela para decidir como agir.

Por isso, o primeiro passo para a formação de uma cidade inteligente é a captação de informação por meio de pesquisas que acontecem periodicamente e também por meio de informações obtidas em tempo real.

Porém, não basta apenas obter informações, é importante disseminá-las. Uma cidade inteligente é aquela em que os cidadãos recebem as informações para tomarem as melhores decisões no seu dia, como evitar uma avenida onde ocorreu um acidente, por exemplo.

É essencial, portanto, que as cidades estabeleçam uma base de informações e que elas sejam abertas ao público, open data. Além disso, é preciso que o cidadão não seja apenas um receptor de informações, mas também um disseminador delas.

Não é fácil obter informações em tempo real. A prefeitura pode instalar diversas câmeras e diferentes sensores, mas eles jamais enxergarão tanto quanto os olhos de todos os moradores da cidade, motivo pelo qual é importante estabelecer uma comunicação nos dois sentidos com os cidadãos. Especialistas afirmam que essa comunicação deve acontecer por meio de um dispositivo que está conosco o tempo inteiro, o celular.

homem com celular

O que fazer com toda essa informação?

De nada adianta acumular toda essa informação e não fazer nada com ela. O objetivo é usar esse conhecimento para implementar mudanças na cidade que irão melhorar a vida do cidadão.

Para uma cidade ser inteligente, é preciso pensar em soluções novas. A solução antiga para uma rua com muito trânsito, por exemplo, seria adicionar uma faixa extra, mas já se constatou que essa não é uma solução muito eficiente, pois logo surgem mais carros e o trânsito se mantém. 

Uma solução nova para uma cidade inteligente seria repensar a mobilidade urbana, investir em transporte público, meios de transporte alternativos, carros compartilhados, facilitar a moradias das pessoas perto do trabalho etc.

As melhorias devem ir além do planejamento urbano, também é preciso pensar em sustentabilidade.

A qualidade de vida do cidadão caminha junto com a preservação da natureza e a criação de áreas verdes, que contribuem para a qualidade do ar, a prevenção das ilhas de calor e a inibição de enchentes.

O Cities in Motion Index define 9 quesitos que compõem o nível de inteligência de uma cidade:

1 – Governança

2 –  Mobilidade

3 – Planejamento urbano

4 – Tecnologia

5 – Sustentabilidade

6 – Conexões internacionais

7 – Coesão social

8 – Capital humano

9 – Economia

Cidades inteligentes pelo mundo

cidade durante a noite

Uma cidade inteligente que se destaca como uma promessa para o futuro é Songdo, na Coreia do Sul. Sua finalização está prevista para 2022, mas já existem moradores no local.

A mobilidade urbana foi pensada desde sua criação, com abundância de ciclovias, um canal e um lago com água do mar, que serve tanto como via para táxis aquáticos quanto para umidificar e regular a temperatura do ambiente.

A cidade possui diversas áreas verdes, representando 40% do território.

Songdo também conta com sensores subterrâneos capazes de interpretar o trânsito e programar os semáforos da maneira mais eficiente possível, além de uma rede pneumática que se estende por toda a cidade para captação de resíduos, que são reciclados para gerar eletricidade, praticamente eliminando a coleta de lixo tradicional.

De acordo com o Cities in Motion Index, o topo do ranking vem sendo disputado por Nova York e Londres. Veja o ranking das cidades mais inteligentes de 2019:

1 – Londres, Inglaterra

2 – Nova York, Estados Unidos

3 – Amsterdã, Holanda

4 – Paris, França

5 – Reykjavik, Islândia

6 – Tóquio, Japão

7 – Singapura, Singapura

8 – Copenhague, Dinamarca

9 – Berlim, Alemanha

10 – Viena, Áustria

Mais em Live

Ebook Busca e Aquisição de Imóvel: A Jornada

Quer comprar um imóvel e não sabe por onde começar? Separamos um conteúdo especial para te ajudar nessa jornada!

Quero baixar
Mercado Imobiliário
The Arch: a solução ideal para investidores

The Arch, novo lançamento da Cyrela, une sofisticação e praticidade em uma solução para quem deseja investir em imóveis em Porto Alegre. Com infraestrutura completa e localizado no bairro Mont […]

Continue lendo
Cidade-se
Feira da madrugada: o que acontece lá?

A Feira da madrugada, em São Paulo, atrai pessoas de todos os estados em busca das roupas mais baratas do Brasil, nesse que já é conhecido como o maior centro […]

Continue lendo
Decoração
Capachos criativos e divertidos

Engana-se quem pensa que a decoração da casa começa apenas da porta para dentro. Se você está acostumado com aqueles capachos sem graça, ou nem possui um, chegou a hora […]

Continue lendo
Decoração
Quadros decorativos para o ambiente

Quadros podem ser uma janela para a alma do artista, asas para a imaginação, ou apenas uma imagem que você ache bonita. Quadros podem mudar completamente a atmosfera de um […]

Continue lendo
Decoração
DIY Pallet – Decoração utilizando paletes

A decoração com paletes é muito simples, moderna e também criativa. Uma combinação perfeita para trazer praticidade e beleza para a sua casa. Além disso, não necessita de acabamentos muito […]

Continue lendo
Dentro de Casa
Como pintar paredes: passo a passo e dicas

Cansada da decoração da sua casa? Transformar o ambiente de maneira fácil, rápida e barata é algo que pode ser alcançado simplesmente mudando a cor das paredes. E, sim, pintar […]

Continue lendo