Casa de Vidro, Lina Bo Bardi – Que prédio é esse?

A Casa de Vidro, símbolo da arquitetura moderna brasileira, recebe esse nome devido à sua fachada envidraçada, que reflete o entorno de natureza exuberante que a rodeia. Projetada por Lina Bo Bardi, a casa foi a primeira obra da arquiteta construída no Brasil. 

Após mais de 40 anos amparando a residência do casal Lina Bo Bardi e Pietro Maria Bardi e sendo lugar de jantares e festas com artistas amigos, atualmente a casa segue bastante agitada, dando lugar à casa-museu e à sede do Instituto Bardi. 

A história da Casa de Vidro

A Casa de Vidro foi construída em 1951, época na qual a região do Morumbi, em São Paulo, onde se encontra a casa, era lugar de fazendas e áreas com mata atlântica nativa e poucas edificações. O terreno da casa de Lina era, anteriormente, a antiga Fazenda de Chá Muller Carioba.

Escada de acesso da Casa de Vidro. Fonte: Nelson Kon
Escada de acesso da Casa de Vidro. Fonte: Nelson Kon

A elevada inclinação do terreno e a natureza exuberante do entorno foram fatores que influenciaram bastante a tomada de decisão da arquiteta para o projeto. A casa parte do desejo de liberar o solo e soltar-se deste, aparecendo como um volume único, que pousa sua maior área sob esbeltos pilares metálicos cilíndricos.

A área menor da casa, destinada a serviços, acontece nos fundos, em local de cota alta do terreno, não precisando de pilares, apoiando-se diretamente no solo, facilitando o contato com o terreno. 

Assim, a casa pode ler-se como a união de dois corpos, o volume transparente, apoiado por uma série de pilares, onde está o coração da casa e, posteriormente, um bloco maciço, atrelado ao chão, que serve a área social da casa.  

Para quem chega à casa, percebe que esta parece flutuar sobre a mata, ao mesmo tempo que a reflete através da extensa fachada envidraçada. Tal espaço transparente ocupa a maior parte da casa, abriga o espaço de estar, receber, comemorar, lugar de importantes eventos dados pelo casal.

Sala de estar da Casa de Vidro.
Sala de estar da Casa de Vidro. Fonte: Nelson Kon

A cozinha da casa tem dimensões um tanto maiores que as casas da época, o que pode ser explicado pelo gosto do casal em proporcionar eventos sofisticados em casa. O ambiente contempla tudo que uma cozinha de restaurante oferece, como fogão industrial e extensas bancadas de trabalho. 

Atualmente, a cozinha segue ambientada de acordo como era na época em que o casal vivia na Casa de Vidro, sendo o ambiente favorito para a visita à casa de amantes da culinária.

Cozinha da Casa de Vidro.
Cozinha da Casa de Vidro. Fonte: Nelson Kon

Lina foi uma arquiteta que gostava de estar presente durante a obra dos edifícios que projetava; instalava-se nelas da maneira que fosse possível e, assim, desenhava o projeto e questionava a obra em tempo integral. 

Mesmo assim, quis ter em sua casa um pequeno atelier, afastado da casa, na cota baixa do terreno, em contato com a natureza, para projetar e desenhar com tranquilidade.

Atelier de Lina na Casa de Vidro.
Atelier de Lina na Casa de Vidro. Fonte: Nelson Kon

A materialidade de tal atelier é completamente oposta à arquitetura modernista da Casa de Vidro; este é feito a partir do método tradicional, colonial, com cobertura de duas águas de telhas cerâmicas e fechamento de painéis de madeira. 

Este contraponto é uma particularidade recorrente na obra de Lina, que se materializa ora de maneira totalmente radical e moderna, ora seguindo a cultura e as tradições locais e populares. 

Lina Bo Bardi e Pietro Maria Bardi

O casal de italianos Lina Bo Bardi e Pietro Maria Bardi chegou no Brasil em 1946 e, desde então, nunca mais deixaram o País, onde foram personagens importantíssimos no âmbito da arquitetura, da arte e da cultura, cujos papéis seguem presentes atualmente.

Lina, arquiteta, apaixonou-se pelo Brasil e foi aqui onde a arquiteta exerceu a profissão de maneira emblemática, icônica e relevante tanto para a arquitetura brasileira quanto internacional. Autora de projetos como o MASP e o Sesc Pompéia, por exemplo, teve como constante ideal a criação de uma arquitetura para todos, que se materializou com espaços de liberdade, do encontro, do coletivo.

 Lina Bo Bardi e Pietro Maria Bardi, década de 1950.
 Lina Bo Bardi e Pietro Maria Bardi, década de 1950. Fonte: A vida no centro

Já Pietro Maria Bardi foi um importante colecionador, crítico e gestor de arte, sendo um dos responsáveis pela fundação do MASP, atuando como diretor da instituição durante décadas. 

O casal formava, portanto, uma dupla de artistas envolvidos com a cultura do Brasil como também internacional. Anfitriões de salões cheios, semanalmente recebiam na Casa de Vidro artistas, arquitetos e intelectuais, fazendo com que a casa, além de marco arquitetônico, se torne lugar de encontro de discussões artísticas, culturais, sociais e ideológicas. Grandes nomes como Aldo van Eyck, John Cage, Calde e Glauber Rocha foram alguns dos personagens que frequentaram a Casa de Vidro. 

O Instituto Bardi

Criado em 1990, o Instituto Lina Bo e P. M. Bardi nasceu com o objetivo de promover o estudo e a pesquisa nas áreas de arquitetura, urbanismo, design e arte popular brasileira.

Após o falecimento de Lina, em 1992, e sete anos depois, de Pietro Bardi, o Instituto passou a ter o foco na preservação e na divulgação da obra do importante casal; produzindo exposições, publicações, seminários e eventos sobre arquitetura e arte.

Vista exterior da Casa de Vidro.
Vista exterior da Casa de Vidro. Fonte: Nelson Kon

Casa de Vidro, tomada pelo CONDEPHAAT em 1987 como patrimônio histórico, abriga atualmente a sede do Instituto e o acervo do casal Bardi, funcionando como  diálogo e troca de conhecimento.

Tal acervo é composto por todos os desenhos de arquitetura de Lina, documentos dos projetos, fotografias pessoais, livros e obras de arte. Com o intuito de incentivar a pesquisa e a visibilidade desse raro material, grande parte do acervo já foi digitalizada e está disponível para visualização no site do Instituto.

Visite a Casa de Vidro

As visitas à Casa de Vidro são guiadas e acontecem de quarta a sexta-feira, em três horários: 10h30, 13h e 15h, com limite de dez pessoas por visita. 

É necessário adquirir o ingresso previamente, de forma on-line, através do contato: casadevidro.byinti.com

Entrada: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (estudantes, professores e terceira idade). Menores de 11 anos têm gratuidade mediante a apresentação de identificação.

Horário de visitação: de quarta a sexta-feira, das 10h às 16h30, sendo a última entrada às 15h.

Endereço: Rua General Almério de Moura, n° 200

São Paulo – SP, 05690-080

Telefone da Casa de Vidro: (11) 3743-3875

Telefone da administração: (11) 3744-9902

Informações: visita@institutobardi.org 

Mapa da Casa de Vidro

Mais em Live

Ebook Busca e Aquisição de Imóvel: A Jornada

Quer comprar um imóvel e não sabe por onde começar? Separamos um conteúdo especial para te ajudar nessa jornada!

Quero baixar
pedras para jardim
Decoração
Pedras para jardim: conheça os tipos e saiba como utilizar

O jardim é um lugar da casa que pode dar espaço a diversas atividades ⏤ relaxamento, cafés da manhã tranquilos, brincadeiras, reuniões de família e amigos, horta e por aí […]

Arquitetura
Espelho d'água: o que é, como utilizar e espaços para inspirar

A casa é o nosso refúgio, sendo essencial, portanto, que ela tenha uma atmosfera tranquila e prazerosa. Para alcançar isso, existem diversos recursos arquitetônicos e decorativos, e o espelho d’água […]

Mercado Imobiliário
Portaria virtual: o que é e como funciona este sistema de segurança

Você já imaginou chegar em casa com segurança, ter o portão aberto e alguém acompanhando você até a entrada no apartamento, sem ter ninguém fisicamente presente no local? Pode até […]

riserva golf
Mercado Imobiliário
Riserva Golf: viver com exclusividade no Rio

Um Rio de Janeiro diferente, com uma sucessão de vistas inimagináveis. Tranquilo, calmo, com o som do mar e a brisa da praia ao fundo. O Riserva Golf é viver […]

sorvete caseiro
Dentro de Casa
Como fazer sorvete caseiro: receitas e dicas

Sorvete é aquela sobremesa que agrada quase todos, afinal existem muitos sabores e tipos de sorvete. Se você sempre acaba comprando sorvete pronto no mercado, porque fazer sorvete caseiro ainda […]

receitas de drinks
Dentro de Casa
Tudo sobre drinks: receitas de drinks clássicos, combinações e dicas

Drinks divertem qualquer comemoração ou encontro. Neste post, ensinaremos diversas receitas de drinks, de clássicos a inovadores, coloridos, com e sem álcool, para agradar a todos!  Coloque uma música dançante […]