Biblioteca Brasiliana – Que prédio é esse?

O Brasil possui tesouros nacionais materializados das mais diversas formas, como praias e lugares paradisíacos, espécies de animais nativos, edifícios e documentos históricos; conhecê-los de perto é um verdadeiro privilégio. A Biblioteca Brasiliana é um belo exemplo de um lugar que conta com um tesouro nacional de livros, documentos e objetos únicos, além de ser um edifício cuja arquitetura contemporânea merece a visita. 

Inaugurada em 2013, a Biblioteca Guita e José Mindlin (BBM) é um edifício de mais de 20 mil metros quadrados, localizado no campus Butantã da Universidade de São Paulo (USP). O projeto de arquitetura dos escritórios Mindlin Loeb + Dotto e Eduardo de Almeida Arquitetos já, inclusive, ganhou prêmios, como o de melhor obra na categoria Arquitetura, pela Associação Paulista de Críticos da Arte (APCA).

Conheça, a seguir, sobre a história, o acervo e a arquitetura da Biblioteca Brasiliana, em São Paulo, e descubra lugares incríveis para aproveitar um dia com muita inspiração e tranquilidade. 

Os tesouros da Biblioteca Brasiliana

Para explicar a história da Biblioteca Brasiliana, é necessário falar sobre a origem de seu acervo principal, um tesouro nacional privado, que, a partir da criação do edifício, tornou-se público, acessível a estudiosos e interessados, além de mantê-lo nas condições ideais para sua conservação. Feito de relevante ênfase no Brasil, onde ainda vemos muitos acervos importantes a nível nacional, em situações precárias e quase inacessíveis. 

Biblioteca Brasiliana.
Biblioteca Brasiliana. Fonte: Nelson Kon 

A correta conservação e disponibilização de acervos de caráter público, tanto presencialmente quanto de modo digital, é algo necessário que se faz urgente. Por isso, a construção da Biblioteca Brasiliana nasce como um exemplo a ser seguido, inspirando demais fundações. 

A Biblioteca está composta por duas coleções: a primeira, um expressivo conjunto de livros e manuscritos reunidos ao longo de mais de 80 anos pelo bibliófilo José Mindlin e sua esposa Guita, e a do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB), da USP.

A coleção de Mindlin conta com mais de 30 mil títulos que correspondem a cerca de 60 mil volumes. Parte disso foi uma doação do bibliófilo e bibliotecário Rubens Borba de Moraes, importante intelectual que doou sua biblioteca ao casal Mindlin.

Acervo da Biblioteca Brasiliana.
Acervo da Biblioteca Brasiliana. Fonte: Nelson Kon 

O tesouro da Biblioteca Brasiliana, até o momento, contém obras de literatura, história, manuscritos literários, relatos de viajantes, mapas, periódicos, livros científicos, didáticos e de artistas, a partir dos quais se pode compreender de maneira profunda a história e a cultura do País.

Como se já não fosse o suficiente, a Brasiliana parte do conceito de ser uma biblioteca viva, cujo acervo se expande ao longo do tempo a partir da aquisição de demais títulos e coleções em relação às temáticas iniciais do acervo.

Além disso, a Biblioteca Brasiliana apresenta um compromisso não apenas de conservar o acervo, mas de divulgá-lo e facilitar seu acesso a estudantes, pesquisadores e público em geral, com o objetivo de promover a disseminação dos estudos de temas brasileiros, atuando como um centro interdisciplinar de documentação, pesquisa e difusão científica de estudos nacionais, também como da cultura literária e da tecnologia da informação.

A arquitetura da Biblioteca Brasiliana

José Mindlin, 11 anos antes de falecer, confiou ao neto Rodrigo Mindlin Loeb e ao amigo Eduardo de Almeida o projeto para a biblioteca que abrigaria sua coleção de livros doada à USP. 

O projeto do complexo Biblioteca Brasiliana parte de alguns conceitos principais: a visão do acervo a partir de todo o edifício, a sustentabilidade e a durabilidade do espaço construído.

Espaço interno da biblioteca.
Biblioteca Brasiliana. Fonte: Nelson Kon 

Assim, o edifício nasce de um recurso bastante utilizado na arquitetura paulista, o vão, o espaço vazio, de grandes dimensões, coberto, capaz de abrigar as mais variadas ocupações, numa praça como o coração do espaço. 

A partir desse extenso vazio, como volumes soltos, surgem os elementos construídos, o programa do edifício propriamente dito, o acervo, a biblioteca, a livraria, o auditório. 

A cobertura que une todos os espaços permite a entrada de luz natural indireta através de um lanternim, banhando o espaço de iluminação constante, possibilitando economia energética.

Acesso principal do Complexo.
Acesso principal do Complexo Brasiliana. Fonte: Nelson Kon 

Permeabilidade e fluidez espacial caracterizam o edifício, onde o limite entre exterior e interior é difuso, e, desde “dentro”, vislumbra-se a paisagem natural verde que rodeia o complexo. 

O acesso principal à Biblioteca é feito pela Avenida Professor Luciano Gualberto, a partir de uma suave rampa, que relaciona cota alta e baixa, criando um caminho entre a avenida e a rua posterior. Assim, o edifício também é utilizado como percurso interno do campus da universidade, criando novas relações e permitindo novas espacialidades.

Acervo da Biblioteca Brasiliana.
Acervo da Biblioteca Brasiliana. Fonte: Nelson Kon 

O vazio espacial aparece novamente no volume do acervo, de planta quadrada com um vazio perimetral, os livros se encontram em estantes escuras em três andares. O térreo, livre, dá a impressão de que os livros estão flutuando no espaço. Um modo de expor o conjunto de obras literárias de importante valor, que faz com que o acervo adquira peso e relevância a simples vista. O espaço onde o tesouro é revelado ao público de maneira elegante e silenciosa.   

Espaços para desfrutar

Além de visitar e consultar a biblioteca e o acervo do Complexo Brasiliana, o edifício conta com uma série de espaços para desfrutá-lo. 

Para conhecer mais sobre literatura brasileira, da clássica à contemporânea, e até mesmo levar um exemplar para casa, é possível encontrar a Livraria da Edusp, que conta com títulos próprios bastante interessantes.
O volume de planta circular dá lugar ao Auditório István Jancsó, onde acontecem eventos variados, como palestras, seminários e espetáculos.

Livraria Edusp, no Complexo Brasiliana.
Livraria Edusp, no Complexo Brasiliana. Fonte: Nelson Kon 

Além disso, o complexo conta com uma sala de exposições, que recebe temporariamente eventos diversos de arte, e uma agradável cafeteria, ideal para concluir um dia inspirador na Biblioteca Brasiliana.

Visite a Biblioteca Brasiliana

A Biblioteca Brasiliana é um espaço público da cidade de São Paulo, aberto para estudiosos, interessados e curiosos, como um espaço de aprendizagem, convivência e valorização da história e da cultura nacional. 

Confira a seguir informações úteis sobre o complexo e planeje sua visita! 

Entrada livre

Horário do edifício: de segunda a sexta, das 8h30 às 18h30; aos sábados, das 9h às 13h; e domingos e feriados: fechado. 

Endereço: Complexo Brasiliana, Rua da Biblioteca, R. Cidade Universitária, n° 21, São Paulo – SP, 05508-065

Telefone da Biblioteca Brasiliana: (11) 2648-0840

Contato: bbm@usp.br 

Mapa da Biblioteca Brasiliana

Mais em Live

Ebook Busca e Aquisição de Imóvel: A Jornada

Quer comprar um imóvel e não sabe por onde começar? Separamos um conteúdo especial para te ajudar nessa jornada!

Quero baixar
Arquitetura
Biblioteca Brasiliana - Que prédio é esse?

O Brasil possui tesouros nacionais materializados das mais diversas formas, como praias e lugares paradisíacos, espécies de animais nativos, edifícios e documentos históricos; conhecê-los de perto é um verdadeiro privilégio. […]

Arquitetura
Biofilia: o que é e como se aplica na arquitetura?

Biofilia é uma forma de levar a natureza aos ambientes, promovendo bem-estar, conforto emocional e sensação de relaxamento.  Realizar projetos que conectam as pessoas à natureza ganhou maior visibilidade e […]

Quarto de casal com poltrona de descanso ao lado da cama.
Decoração
Decoração para quarto de casal

O quarto de casal é caracterizado pela presença de infraestrutura completa para o descanso de duas pessoas, o que inclui uma cama ampla, armário para guardar roupas, mesas de cabeceira […]

Você Apto
Financiamento para reforma: entenda como funciona

Reformas são sempre complicadas, ainda mais quando falta orçamento para realizá-las. É quando o financiamento para reforma se torna uma opção para garantir que a sua reforma poderá acontecer. Porém, […]

CASACOR São Paulo 2021
Arquitetura
CASACOR São Paulo 2021: um olhar poético às origens

A CASACOR São Paulo está de volta! Conhecida como a maior mostra de arquitetura, paisagismo, design e decoração das Américas, agora, em 2021, a CASACOR retorna ao seu formato itinerante. […]

Jardim suspenso colocado diretamente na parede com plantas de vários tipos.
Decoração
Ideias criativas de como fazer um jardim suspenso

O jardim suspenso, também conhecido como jardim vertical, é uma ótima opção para quem quer tê-lo em casa, mesmo em um espaço reduzido. É uma solução moderna para o paisagismo […]